Inicio Destaques

14 Relógios para receber 2022

700

Para que possa receber 2022 com pompa e circunstância, seleccionámos 14 relógios imperdíveis, que o ajudarão a entrar no novo ano no segundo certo.

AUDEMARS PIGUET

Code 11.59

Disponível em modelos solotempo com data ou cronógrafo, com mostradores de diversas cores e caixas em ouro branco, ouro rosa, numa combinação dos dois ou com cerâmica, o Audemars Piguet Code 11.59 assume-se como o relógio ideal para pulsos masculinos ou femininos.

Lançado com pompa e circunstância em 2019, o Code 11.59 foi evoluindo em termos de combinações de materiais da caixa, cores de mostrador e pulseiras e conquistando o seu lugar nos pulsos dos aficionados por relojoaria. Já o ADN que marcou o lançamento deste Audemars Piguet mantém-se.

Em termos de design, o aro estreito faz com que a caixa pareça maior do que os 41 mm e fornece amplitude ao mostrador, o que resulta numa aparência aberta e minimalista, mesmo com várias funções. Este visual aberto é enfatizado por ponteiros e índices finos. A caixa é única e arquitectónica, com aro redondo, mas lateral octogonal, o que lhe confere um perfil mais angular, espelhando a forma da luneta do Royal Oak. Finalmente, as asas esqueletizadas aumentam a dimensão arquitectónica do design.

Entre as inúmeras variações disponíveis, há modelos com data, horas, minutos e segundos e versões com cronógrafo, todas com movimento automático e correias em pele de crocodilo costuradas à mão, que combinam com a cor do mostrador.

BLANCPAIN

FF Bathyscaphe Day Date Desert Edition

Vestido das cores arenosas do deserto, com um toque dos anos 1970, resistência à água até 300 m e reserva de marcha de 5 dias. Assim é o Blancpain Fifty Fathoms Day Date Desert Edition.

Limitado a 500 exemplares, o novo Bathyscaphe Day Date apresenta uma palete cromática que evoca o deserto, em particular o de Death Valley, onde o fotógrafo Ernest H. Brooks II mergulhou em 1962. Assim, a caixa de 43 mm é equipada com uma luneta unidireccional em cerâmica castanha, enquanto o mostrador surge em bege areia – tonalidade que se estende à correia de lona – e apresenta um layout reminiscente do do seu antecessor dos anos 1970, com marcadores de horas robustos e um anel das horas com grandes números árabes em intervalos de 5 minutos e pequenos quadrados vermelhos na base. Este anel evoca o anel giratório interno do relógio dos anos 1970.

Dentro deste modelo bate o calibre automático 1315 DD com três tambores de corda e 5 dias de reserva de marcha. O fundo em vidro de safira revela o movimento, com especial destaque para o rotor em ouro com tratamento NAC.

BREGUET

Marine

A Breguet expandiu a colecção Marine com novas variações dos modelos Marine 5517, Marine Chronographe 5527 e Marine 5547 Alarm Musicale, em titânio com mostradores azuis e em ouro rosa com mostradores cinzento-ardósia. 

As três referências Marine – um relógio de três ponteiros, um cronógrafo e um modelo de complicação combinando uma função de alarme com um segundo fuso horário – que agora vêem chegar novas cores de mostrador são caracterizadas pelo anel das horas típico com algarismos romanos e pontos luminescentes, os ponteiros assinatura Breguet em ouro luminescente e um ponteiro central com detalhes marítimos subtis. Todos os relógios exibem a data numa janela separada e o toque final é dado pelo bracelete disponível em pele, borracha ou metal.

BREITLING

Super Avi

A Breitling acaba de lançar a colecção Super AVI, uma linha de cinco relógios inspirados em quatro dos mais famosos caças das forças aliadas da Segunda Guerra Mundial: o P-51 Mustang, Curtiss P-40 Warhawk, Vought F4U Corsair e o Mosquito de Havilland.

Estes aviões contribuíram grandemente para a vitória final dos Aliados, graças aos seus designs aerodinâmicos inovadores e, agora, a Breitling presta-lhes tributo na colecção Super AVI, composta por cinco relógios desenhados para celebrar os quatro aviões. Todas as peças do tempo possuem as mesmas dimensões de caixa (46 mm), fundo em vidro de safira e são equipados com o cronógrafo de manufactura Breitling calibre B04. É, assim, no mostrador que reside a principal diferença entre os novos modelos, bem como no fundo da caixa onde, cada um, faz referência a um dos quatro caças.

Usando o AVI Ref. 765 como ponto de partida, a colecção Super AVI é a mais recente iteração da linha AVI da Breitling, mas inspira-se directamente na era do primeiro AVI, lançado em 1939.

BULGARI

Octo Roma Worldtimer

A linha Bulgari Octo Roma recebe um novo modelo Horas do Mundo, movido pelo calibre automático BVL257. Dois discos giratórios – um para as cidades de referência de 24 fusos horários e outro para uma escala de 24 horas – permitem a leitura instantânea da hora em todo o mundo. A Bulgari troca algumas das cidades que tradicionalmente representam determinados fusos horários escolhendo, por exemplo, representar o tempo nas Caraíbas não com as Bermudas, mas com St. Barts, um destino que representa “a essência do luxo na região”. Outras cidades foram escolhidas porque a Bulgari aí possui, ou pretende abrir, hotéis.

CARTIER

Tank Must

Um dos relógios de luxo mais reconhecidos do mundo, o Cartier Tank renova-se em 2021 e regressa em grande às luzes da ribalta relojoeira.

O novo Cartier Tank Must alia os traços icónicos de dois modelos lendários: o Tank e o Must. Cantos ligeiramente arredondados suavizam a silhueta da caixa, que está disponível em três tamanhos diferentes: extra-grande, grande e pequeno. Os modelos em aço referem-se naturalmente ao primeiro Must, através de pequenos detalhes, como as novas proporções do mostrador, a coroa com um cabochão de espinela sintética azul e o fecho de fivela tradicional. No que aos movimentos diz respeito, a versão extra-grande apresenta o calibre automático 1847 MC, com data e segundos centrais, enquanto os modelos grandes e pequenos abrigam movimentos de quartzo.

Aquando do lançamento do Cartier Must original, os modelos monocromáticos com acabamento folheado a ouro eram muito populares. Numa homenagem a essa herança, a Cartier apresenta ainda três novos relógios Tank Must Monocromáticos, disponíveis em bordeaux, azul e verde.

HUBLOT

Big Bang One Click

Numa explosão de cores vibrantes, a Hublot apresenta os novos Big Bang One Click 33mm, com caixas em aço ou King Gold e pulseiras intercambiáveis.

Nos novos Hublot Big Bang One Click 33mm, a borracha laranja, vermelha, rosa, branca, preta, verde ou azul convive com as gemas mais disputadas. Ou, se preferir, numa versão mais pop é a pele de vitelo que se veste de brilho em azul eléctrico, rosa framboesa ou laranja terracota.

Feminino e versátil, o Big Bang One Click 33mm conta com o sistema de troca de bracelete patenteado “One Click” e muda de aparência num clique. Revestido dos códigos do seu alter ego, o emblemático Big Bang Unico, este modelo ultra-feminino conjuga parafusos, coroa, ponteiros, índices estilizados e luneta engastada com 36 diamantes ou caixa full pavé. Já o mostrador preto ou branco, consoante o material da caixa (aço ou King Gold), protege o movimento automático HUB1120, com data às 3h e 40 horas de reserva de marcha.

IWC

Big Pilot 43

Uma fiel interpretação do design icónico do relógio de observação, o novo Big Pilot 43 apresenta uma caixa ergonómica em aço de 43 mm, com mostrador preto ou azul, e é alimentado pelo calibre de manufactura 82100 com corda Pellaton, visível através do fundo da caixa em vidro de safira.

Com uma coroa cónica, uma pulseira de quatro rebites e um mostrador aberto e facilmente legível, nenhum outro modelo IWC incorpora a essência de um Relógio Big Pilot como este. O seu design funcional, com o estilo fácil de ler dos instrumentos da cabine de voo, é inspirado num modelo de observação militar da década de 1940. Outro detalhe que o moderno Big Pilot 43 partilha com o antecessor histórico é a coroa sobredimensionada, um recurso que permitia aos pilotos operar os seus relógios mesmo com luvas de voo acolchoadas. Trata-se assim de uma interpretação autêntica de um design icónico, sem janela de data ou indicador de reserva de marcha (60 horas).

O Big Pilot 43 disponibiliza ainda o novo sistema de troca de bracelete EasX-CHANGE, que permite trocar a pulseira de forma rápida e fácil, adaptando rapidamente o relógio a diferentes ambientes ou actividades. Estão disponíveis diversas correias em pele de bezerro ou borracha em várias cores, assim como uma nova pulseira em aço com um sistema de fecho de ajuste fino.

LONGINES

Master Collection

A Longines Master Collection é composta por relógios repletos de elegância e personalidade, combinadas com uma estética clássica. Descubra dois dos modelos desta linha, que partilham uma das mais mágicas complicações relojoeiras: as Fases da Lua.

De um lado, o cronógrafo com fases da Lua e indicação do dia, data e mês, apresentado numa caixa de 40 mm em aço. Do outro, o Master Collection Fases da Lua, com caixa de 42 mm em aço e a representação deste astro a surgir às 6h. Juntos, partilham o movimento automático, o mostrador “grão de cevada”, os numerais árabes e os ponteiros azulados. Em ambos, uma correia em pele de crocodilo castanha completa o look impecável.

OMEGA

Speedmaster Moonwatch Master Chronometer

Cinco décadas depois de ter dado os primeiros passos na Lua, o mítico Omega Speedmaster Moonwatch actualiza o seu “coração”, substituindo o icónico calibre 1861 pelo movimento Master Chronometer de última geração, calibre 3861.

A nova linha de cronógrafos Speedmaster Moonwatch Master Chronometer declina-se em oito novos modelos de 42 mm, disponíveis em aço (com vidro de safira ou hesalite); em ouro Sedna e em ouro Canopus, uma liga de ouro branco mais brilhante. Os novos Moonwatch ecoam os códigos de design exclusivos do relógio original: a caixa assimétrica clássica, o mostrador em degrau, os ponteiros dos minutos e segundos do cronógrafo abobadados, o fundo da caixa de duplo bisel e o famoso ponto acima do 90 e um ponto diagonal ao 70 na luneta de alumínio anodizado.

Apesar do toque vintage, a tecnologia sob o mostrador do novo Omega Speedmaster Moonwatch é de última geração. Após quatro anos de desenvolvimento, o calibre Co-Axial Master Chronometer 3861 foi anunciado em 2019 e, até agora, estava reservado a três edições especiais de aniversário de Moonwatches. Este calibre apresenta extrema resistência a campos magnéticos até 15.000 gauss, enquanto a certificação Master Chronometer assegura uma taxa de precisão de 0 / + 5 segundos por dia.

PANERAI

Luminor Marina Carbotech

Com o PAM01661, a icónica colecção Luminor Marina experimenta o Carbotech, um material ultra-resistente formado por camadas de fibra de carbono pressurizadas.

No Panerai Luminor Marina Carbotech, toda a caixa de 44 mm é produzida em Carbotech, o que a torna extremamente robusta e capaz de suportar choques de qualquer ângulo, e destacada por pormenores azuis no mostrador e ponteiros, cor que se estende também ao pesponto da correia. Dentro da caixa bate o calibre P.9010, com apenas 6 mm de espessura, ajuste rápido das horas ligado ao mecanismo da data e duplo tambor de corda, para três dias de reserva de marcha.

Estanque até 300 metros, o Luminor Marina Carbotech é acompanhado por uma correia Panerai Sportech, um material de borracha resistente à água, confortável e prático.

PIAGET

Polo Skeleton

O novo Piaget Polo Skeleton combina a desportiva caixa Polo com um dos mais finos movimentos automáticos disponíveis no mercado.

A colecção Polo recebe um novo modelo esqueleto ultrafino, o Piaget Polo Skeleton, movido pelo calibre esqueletizado Piaget 1200S1, com micro-rotor. Disponível em cinza galvânico ardósia ou em PVD azul, o movimento é emoldurado por uma caixa de 42 mm em aço ou ouro.

O Polo Skeleton é entregue com uma pulseira em aço ou ouro e uma correia em pele de crocodilo, que combina com a cor do movimento e que pode ser facilmente mudada, graças a um prático sistema de troca rápida.

ROGER DUBUIS

Excalibur Skeleton Double Flying Tourbillon

15 anos após a sua estreia, o Roger Dubuis Excalibur Skeleton Double Flying Tourbillon recebe uma nova interpretação.

O modelo assinatura da colecção Excalibur da Roger Dubuis regressa às luzes da ribalta e apresenta-se numa nova versão, com caixa mais fina e saliências mais angulares, movimento actualizado e sistema de troca fácil de braceletes.

A imponente caixa de 45 mm do novo relógio está disponível em três versões: ouro rosa, ouro branco e uma versão engastada com diamantes de corte baguette. Lá dentro bate o novo calibre DFT RD108SQ, uma reinterpretação do RD105SQ, que foi o primeiro movimento esqueletizado com um duplo turbilhão voador ligado a um diferencial. Os escapes vibram a 2 x 3 Hz (21.600 alt/h) e são ligados a um novo diferencial que permite uma cronometragem mais precisa.

Além dos dois turbilhões, a característica visual mais marcante no mostrador é a estrela tridimensional “flutuante, que aprimora ainda mais a arquitectura 3D do movimento. O toque final é dado pela correia em pele preta com sistema de troca rápida.

VACHERON CONSTANTIN

Égerie

Uma colecção exclusivamente feminina, inspirada nas complexidades da alta relojoaria e da alta-costura, assim é a linha Vacheron Constantin Égérie.

Com a colecção Égerie, a Vacheron Constantin recupera o nome daquela que foi a última colecção da Maison dedicada exclusivamente a pulsos femininos e dá vida a uma linha de relógios exclusiva para mulheres, com um design absolutamente novo. Os relógios Égérie destacam-se por detalhes como o mostrador texturizado a fazer lembrar um leque, a coroa descentralizada, a janela de data ou de fases da Lua, os numerais árabes e, claro, os diamantes.

Todos os relógios são movidos pelo calibre automático 1088 (ou quartzo no caso dos de 30 mm) e acompanhados – à excepção das versões em aço – por correias intercambiáveis com sistema de troca fácil.