Lens Position: 3183

Obras de artistas contemporâneos, relógios que são verdadeiras peças de arte, visitas exclusivas a museus imperdíveis… presentes que os amantes da arte não vão esquecer.

Relógio HUBLOT Classic Fusion Orlinski Aerofusion – Boutique dos Relógios Plus, 17.500€

É provável que já tenha visto, em algum lugar, as bestas multifacetadas ao estilo Pop Art de Richard Orlinski. Desde a sua imensa escultura de gorilas “Wild Kong” na Croisette em Cannes e os seus crocodilos ao sol do Distrito de Design de Miami, até ao seu urso de 5 metros de altura nas pistas nevadas de Courchevel. Como apreciador de conhecimentos excepcionais, o artista concebeu um relógio na fronteira dos estilos vintage e neo-futurista, tal como as suas obras inspiradas pelo movimento Pop Art. Apontando para o futuro, o ponteiro do relógio torna-se uma metáfora simbólica para Richard Orlinski: como nunca pára de girar, encarna o infinito.

 

THYSSEN-BORNEMISZA NATIONAL MUSEUM MADRID Exposição The Magritte machine

A exposição The Magritte machine é a primeira retrospectiva dedicada a René Magritte (1898-1967) a ser realizada em Madrid desde aquela organizada pela Fundação Juan March em 1989. O título The Magritte machine enfatiza o elemento repetitivo e combinatório presente na obra do grande pintor surrealista, cujos temas obsessivos reaparecem constantemente com inúmeras variações.

© Magrite

A exposição está dividida nas seguintes seções: 1. Os poderes do mágico; 2. Imagem e palavra; 3. Figura e background; 4. Imagem e janela; 5. Rosto e máscara; 6. Mimetismo; e 7. Megalomania. Com curadoria do director artístico do museu, Guillermo Solana, a exposição reúne mais de 90 pinturas.

A máquina Magritte é concluída com uma instalação na Galeria da Varanda no primeiro andar do Museu. Apresenta uma selecção de fotografias e filmes amadores realizados pelo próprio artista, graças à cortesia da Editora Ludion.

Saiba mais

 

Coluna sem fios Beosound Balance Nordic Ice Edition BANG&OLUFSEN, 2.500€

Uma coluna sem fios com desempenho acústico dinâmico desenhada para ser posicionada contra a parede numa prateleira ou mesa lateral em sua casa. Som impressionante em comparação com o seu tamanho.

© Bang & Olufsen

Uma silhueta interior equilibrando-se graciosamente sobre uma base de madeira natural. A simplicidade deste design, enraizada no minimalismo escandinavo, contrasta fortemente com o seu som cru e de alto desempenho. E com uma forma claramente dividida em dois componentes, Beosound Balance é um design luxuoso numa forma de objecto interior.

A coluna foi desenhada em colaboração com Benjamin Hubert da Layer Design, um estúdio criativo de Londres altamente especializado não apenas em design, mas também na criação de interfaces de utilizador exclusivas.

Compre já

 

CRISTINA GUERRA CONTEMPORARY ART – Matt Mullican, Interior Room with Dead Man and Alphabet, 80.500€

© Matt Mulican

Matt Mullican é um artista contemporâneo americano, conhecido por combinar performance, desenho, gravura, escultura e vídeo como um meio de explorar o subjectivo, através da intersecção de sinalização comunitária e semiótica pessoal. Como parte da “Geração de Imagens”, ao lado de Jack Goldstein, Cindy Sherman, Sherrie Levine e Richard Prince, Mullican decodifica imagens e sinais através de diagramas, padrões e palavras escritas. O artista também é conhecido por examinar o seu próprio subconsciente através do hipnotismo, procurando compreender os padrões e como eles podem ser quebrados.

Compre já

 

LOUVRE Exposição Paris-Athens, The Birth of Modern Greece, 1675–1919

From 30 September 2021 to 7 February 2022

2021 assinala o bicentenário de dois eventos: o início da Guerra da Independência da Grécia, tradicionalmente datada de 25 de Março de 1821, e a chegada ao Louvre da Vénus de Milo, no mesmo mês do mesmo ano – a 1 de Março de 1821 – após a sua descoberta em Abril de 1820.

© Louvre

A proximidade destes dois eventos é rica em significado. Levanta a questão do lugar especial da arte grega antiga nas colecções do Louvre e o papel singular da Grécia na construção da identidade cultural da Europa, e da França em particular. No entanto, o fascínio pela antiguidade grega continua a obscurecer o nosso conhecimento da Grécia moderna, que os franceses começaram a redescobrir a partir do século 18. O nascimento da nação grega no século 19 foi determinado em grande parte pelo desenvolvimento da arqueologia científica e pelo neoclassicismo francês e alemão. Esta exposição destaca as ligações culturais, históricas e artísticas entre as duas nações, que levaram à definição da Grécia moderna.

A exposição Paris-Atenas, O nascimento da Grécia moderna, 1675–1919 está patente até 7 de Fevereiro de 2022 e é organizada cronologicamente e dividida em oito períodos principais.

Reserve já

A Turbilhão é uma revista semestral, especializada na área da Alta Relojoaria e do Luxo.