Durante o próximo Salão de Alta Relojoaria de Genebra, a Audemars Piguet regressa às origens do luxo relojoeiro ao apresentar uma nova versão do Royal Oak Calendário Perpétuo, agora integralmente vestido de ouro amarelo.

À semelhança dos Royal Oak Calendário Perpétuo mais recentes, em aço e ouro rosa, o novo modelo distingue-se pela clássica caixa octogonal com 41 mm e fundo em vidro de safira.

O mostrador azul está decorado com o tradicional padrão “Grande Tapisserie” da linha Royal Oak, com os seus quadrados tridimensionais ligeiramente elevados. Os contadores do calendário exibem-se em proeminentes sub-mostradores às 9h (dia), 12h (mês e ano bissexto) e 3h (data). Adicionalmente, as fases da Lua astronómicas surgem às 6h e a semana do ano é indicada num anel numerado de 1 a 52 à volta do mostrador. Os numerais aplicados são, como a caixa, em ouro amarelo a os ponteiros possuem um tratamento luminescente.

Tal como os seus predecessores apresentados o ano passado, o Audemars Piguet Royal Oak Calendário Perpétuo em ouro amarelo possui um novo movimento, o calibre automático 5134, com 40 horas de reserva de marcha.

A Turbilhão é uma revista semestral, especializada na área da Alta Relojoaria e do Luxo.