Quase 70 anos depois do seu lançamento, o Blancpain Fifty Fathoms continua a conquistar os amantes das profundezas. Numa homenagem a este ícone de mergulho, a Blancpain apresenta a edição limitada Tributo Fifty Fathoms No Rad.

READ THIS ARTICLE IN ENGLISH HERE

O novo Blancpain Tributo Fifty Fathoms No Rad celebra o icónico modelo dos anos 1960 que exibia no mostrador o facto de não usar qualquer componente radioactivo nos elementos luminescentes do relógio. O modelo original nasceu da constatação de que compostos radioactivos, como o rádio, podem ser muito prejudiciais para a saúde. Na época, muitos relógios militares utilizavam rádios nos elementos luminescentes e, à medida que as preocupações com a saúde aumentavam, essas organizações começaram a procurar relógios que pudessem oferecer a mesma legibilidade e luminosidade sem utilizar materiais considerados perigosos.

Modelo Fifty Fathoms No Rad vintage

Atenta ao que se passava, a Blancpain rapidamente assumiu a dianteira e apresentou, em meados dos anos 1960, o Fifty Fathoms No Rad, um modelo que exibia no mostrador a garantia de que nenhum composto radioactivo prejudicial tinha sido usado na produção do relógio. Para tal, a marca colocou na face do Fifty Fathoms No Rad o símbolo da radiação (três segmentos vermelhos sobre um fundo amarelo) com uma cruz preta por cima, acompanhado pelas palavras “sem radiações”.

Em 2021, a Blancpain presta homenagem a esse modelo pioneiro com a edição limitada Tributo Fifty Fathoms No Rad, um relógio com caixa de 40,3 mm, coroa aparafusada e, como não poderia deixar de ser, estanque até 300 metros. Embora não seja uma reprodução exacta do original, o modelo deste ano é bastante fiel ao seu antecessor, sendo as pequenas diferenças fruto da produção moderna.

Assim, o formato da caixa é ligeiramente diferente do original, sobretudo nas asas. O Fifty Fathoms No Rad dos anos 1960 possuía asas mais compridas e finas, enquanto o tributo de 2021 exibe asas visualmente mais curtas e espessas, em muito devido à luneta de safira maior do que a do original, que não possuía qualquer inserção de safira. Por outro lado, o texto Blancpain às 9h também não estava presente no modelo dos anos 1960, sendo um produto da linguagem de design actual da colecção.

O novo Tributo Fifty Fathoms No Rad é mais uma homenagem à versão “civil”, que exibiam asas polidas ou escovadas, dado que os modelos militares apresentavam apenas superfícies escovadas mate para garantir que os reflexos da luz não revelavam as posições dos soldados ao inimigo. Nesta versão moderna, as asas são polidas espelhadas, ao contrário dos antecessores para militares.

Já o mostrador do modelo de 2021, é bastante fiel ao No Rad original, apresentando apenas diferenças subtis. É o caso da fonte das palavras “Blancpain Fifty Fathoms”, que foi modernizada, e do símbolo No Radiations, que, ao invés de apresentar um falso patinado – como os ponteiros, marcadores e escala da luneta -, é colorido a amarelo escuro. O mostrador preto fosco está em linha com os modelos de mergulho da época, um desvio fiel da tendência moderna de mostradores brilhantes. Os ponteiros brancos são preenchidos com material luminescente em tons patina falsa, que combinam com a escala da luneta e com os marcadores das horas. A escala dos minutos é, no entanto, impressa com traços brancos, à semelhança do Fifty Fathoms No Rad original. Também de acordo com o modelo dos anos 1960 está a janela de data às 3h com uma moldura branca que emoldura o disco da data branco com numerais pretos.

Para manter a estética correcta do período em que foi lançado originalmente, o novo Fifty Fathoms apresenta uma pulseira em borracha tropical, que lembra a herança deste modelo e que foi amplamente utilizada pelas elites militares.

Dentro do Blancpain Tributo Fifty Fathoms bate o calibre de manufactura 1151, cujo rotor em ouro enegrecido lembra os rotores vintage dos relógios de mergulho, com espiral em silício e quatro dias de reserva de marcha.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.