O Breguet Hora Mundi foi o destaque do Grande Prémio de Relojoaria, tendo vencido nas categorias Relógio do Ano e Complicação.

A cerimónia de entrega dos troféus do Grande Prémio de Relojoaria, promovido pelo Anuário Relógios & Canetas, decorreu ontem no Observatório Astronómico de Lisboa, premiando os relógios que se destacaram em Portugal, em 2022. De entre os galardoados, o Breguet Hora Mundi foi o que mais brilhou no firmamento relojoeiro nacional, tendo vencido em duas categorias: Relógio do Ano e Complicação.

Destaque ainda para o Longines Master Collection, que venceu na categoria de Relógio Feminino, para o Montblanc 1858 Geosphere 0 Oxigen, que foi a Escolha do Público, e para o Panerai Submersible QuarantaQuattro, que triunfou como Relógio Desportivo do Ano. Os restantes prémios foram entregues ao Seiko Presage Urushi (Design), ao Bell & Ross BR05 (Masculino), e ao Zeppelin Atlantik Automatik GMT (Quotidiano).

Já o Professor Rui Agostinho, astrónomo, foi agraciado com o troféu de Personalidade do Ano.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.