Em 2019, o icónico Reine de Naples, da Breguet, veste-se de vermelho. Um toque de cor para um modelo refinado de origens reais.

Símbolo de refinamento feminino, o Breguet Reine de Naples nasceu com sangue real. Criado por Abraham-Louis Breguet para a irmã de Napoleão Bonaparte, Carolina, Rainha de Nápoles, este modelo icónico granjeou grande sucesso e é, ainda hoje, um dos bestsellers da Breguet, revisitado pela Maison em diversas declinações.

Em 2019, o foco do Reine de Naples 8918 vai para a cor – vermelha – que realça a caixa ovóide de 36,5 × 28,45 mm em ouro branco. A luneta e a flange do mostrador exibem 117 diamantes, enquanto a coroa surge engastada com um cabochão de rubi. Na face do novo modelo, os numerais Breguet árabes vestem-se também de vermelho e adicionam um toque de cor à escala das horas em madrepérola branca, que culmina com um diamante pêra às 6h. No centro do mostrador, destaque para o ouro branco gravado com um padrão guilhoché clou de Paris.

O fundo da caixa em vidro de safira revela o movimento automático de manufactura, calibre 537/3, com 45 horas de reserva de marcha. O toque final de refinamento é dado pela correia em pele de crocodilo vermelha, cujo fecho exibe 26 diamantes.