Em 2021, a Cartier apresenta um conjunto de relógios de Alta Joalharia onde, como não poderia deixar de ser, a Pantera assume papel de destaque.

READ THIS ARTICLE IN ENGLISH HERE

Panthère Songeuse

Fazer do seu animal emblemático o guardião das suas horas preciosas é a abordagem da Cartier para este ano no capítulo dos relógios de Alta Joalharia. Para tal, a Maison apresenta uma nova interpretação do felino, através de três modelos de excepção, sob o nome Panthère Songeuse.

As três peças Panthère Songeuse evocam o savoir-faire joalheiro e o domínio dos Métiers d’Art da Cartier. Olhos esmeralda, safira ou pintas de laca preta, duas versões apresentam-se em pavé de diamantes. A terceira exibe uma técnica artesanal cara à Cartier: o esmalte champlevé e a rica diversidade da sua gama cromática. Esta criação em esmalte é uma edição limitada a 30 relógios numerados individualmente.

Reptilis

Homenageando a pedra preciosa por excelência, o relógio Reptilis apresenta divisas entrelaçadas com pavé de diamantes e emolduradas por diamantes de corte princesa. Como escamas preciosas, esses elementos móveis envolvem o pulso como se de uma fita flexível se tratasse. Ao centro, um mostrador rectangular sublinhado por quatro marcadores das horas em diamante.

Rosary

No relógio Rosary, o diamante volta a estar em destaque. Aqui, a pedra preciosa veste as formas e elegância geométrica desta peça do tempo. Círculos e quadrados convivem numa sucessão rítmica de discos curvos, com pavé de diamantes e engastados com um pequeno quadrado preto, evocando uma influência Art Déco. Às 12 horas encontra-se um marcador de horas singular, também um quadrado preto.

Turbilhão
A Turbilhão é uma revista semestral, especializada na área da Alta Relojoaria e do Luxo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.