O novo calibre de turbilhão volante, desenvolvido nos ateliers da manufactura Cartier, exibe predicados de uma relojoaria ancorada num património rico que se reinventa.

No modelo Rotonde de Cartier Tourbillon Cadran Lové Poinçon de Genève, as oscilações do calibre 9458 MC Punção de Genebra fazem vibrar o coração desta obra de excepção, apresentada em caixa de ouro branco de 46 mm de diâmetro. Mas ao invés de a gaiola do turbilhão ser colocada de acordo com a antiga tradição, protegida entre as pontes e a platina do movimento, o modelo volante foi concebido para tirar pleno partido da estética.

Ao subverter a ortodoxia, a Cartier escolheu exibir o que normalmente fica escondido: a gaiola do turbilhão, leve, parece pairar por cima das pontes, sob o mostrador. A solução encontrada em nome da estética, por ser tecnicamente mais delicada, exigiu dos mestres relojoeiros uma aturada atenção.

732-458As componentes deste movimento mecânico de corda manual com 50 horas de reserva de marcha são alvo de requintado acabamento manual, que dão direito a exibir o comprovativo de excelência do selo oficial de Genebra.



CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS


icon-Movimento
MOVIMENTO

icon-Movimento
CAIXA

icon-Movimento
MOSTRADOR

icon-Movimento
BRACELETE


A Turbilhão é uma revista semestral, especializada na área da Alta Relojoaria e do Luxo.