READ THIS ARTICLE IN ENGLISH HERE

Diamantes, pedras coloridas e materiais preciosos fazem destes relógios a opção perfeita para aquecer os pulsos e corações femininos.

AUDEMARS PIGUET

Royal Oak

O mítico Audemars Piguet Royal Oak veste-se de diamantes para dar lugar a uma versão ultra-feminina. Totalmente fiel ao espírito do original, esta declinação feminina apresenta-se numa caixa de 37 mm em aço, com aro revestido de diamantes, mostrador Tapisserie azul noite e pulseira em borracha na cor do mostrador.

Lá dentro, o calibre automático 2385 dá vida às funções de horas, minutos, pequenos segundos, cronógrafo e data.

BREGUET

Reine de Naples

Símbolo de refinamento feminino, o Breguet Reine de Naples nasceu com sangue real. Criado por Abraham-Louis Breguet para a irmã de Napoleão Bonaparte, Carolina, Rainha de Nápoles, este modelo icónico granjeou grande sucesso e é, ainda hoje, um dos bestsellers da Breguet, revisitado pela Maison em diversas declinações.

Aqui destacamos o Reine de Naples 8918, cuja cor vermelha realça a caixa ovóide de 36,5 × 28,45 mm em ouro branco. A luneta e a flange do mostrador exibem 117 diamantes, enquanto a coroa surge engastada com um cabochão de rubi. Na face deste modelo, os numerais Breguet árabes vestem-se também de vermelho e adicionam um toque de cor à escala das horas em madrepérola branca, que culmina com um diamante pêra às 6h. No centro do mostrador, destaque para o ouro branco gravado com um padrão guilhoché clou de Paris.

O fundo da caixa em vidro de safira revela o movimento automático de manufactura, calibre 537/3, com 45 horas de reserva de marcha. O toque final de refinamento é dado pela correia em pele de crocodilo vermelha, cujo fecho exibe 26 diamantes.

BREITLING

Chronomat 32

Elegante e cheio de estilo, o Chronomat 32 de inspiração retro-moderna é o relógio desportivo e chique para qualquer ocasião. Está disponível numa série de materiais, do descontraído aço inoxidável ao bicolor, que combina com tudo, ou até no luxuoso ouro vermelho.

As mulheres que adoram um brilho extra podem optar por lunetas e índices com pedras engastadas e mostradores coloridos. Com a icónica e confortável pulseira «Rouleaux» com fecho borboleta, o Chronomat 32 é movido pelo Calibre Breitling 77 SuperQuartz™, certificado pelo COSC.

 

BULGARI

Serpenti Seduttori

Com um novo design, que preserva a icónica caixa em forma de gota – estética que advém do modelo Serpenti Tubogas -, coroada por diamantes, os Serpenti Seduttori declinam-se numa colecção que oferece modelos em ouro, aço ou bicolores.

O Serpenti Seduttori apresenta-se mais fino do que nunca e surge acompanhado por uma pulseira flexível com um motivo hexagonal estilizado, inspirada nos relógios Serpenti originais. O toque final é dado pela coroa, que encerra uma rubelite, em homenagem ao ADN joalheiro da Bulgari.

CARTIER

Maillon

Parte da lista das colecções criativas da Maison, o relógio Maillon de Cartier destaca-se pela pulseira, onde os elos surgem alinhados na diagonal, generosos e opulentos, conferindo uma elegância ultra feminina aos modelos da colecção.

No Maillon de Cartier, tudo reside na torção das suas linhas, torção essa que traz uma perspectiva na qual o mostrador do relógio é integrado. A caixa e os elos surgem entrelaçados no mesmo movimento gráfico, através de elos rectangulares, mostrador hexagonal e ganchos na moldura.

CHANEL

J12 Paradoxe

Recortados, separados, ajustados e combinados, o preto e o branco colidem de forma ousada. Um desempenho criativo e técnico que, na parte de trás, revela o Calibre 12.1, um movimento de corda automática criado em exclusivo para a Chanel. Uma composição estruturada, marcada por uma assimetria de cores.

De facto, o J12 Paradoxe é bicolor. Dois terços da caixa surgem em cerâmica branca e o restante em cerâmica preta.

Cada secção é presa à estrutura com dois parafusos, que são visíveis na parte de trás do relógio. E o movimento também está contido na moldura. Devido à construção em várias partes da caixa, a resistência à água é de 50 m, em vez dos 200 m do J12 padrão, que possui uma caixa de cerâmica de uma única peça.

O mostrador e a moldura continuam as cores da caixa, mas cada componente é uma única peça que foi tratada para criar um acabamento em duas cores. A moldura de aço é primeiro impressa em preto, seguida por branco na parte superior e, em seguida, coberta por uma inserção de safira transparente resistente a riscos. Da mesma forma, o mostrador é lacado a branco e uma estreita faixa preta.

Apesar das mudanças substanciais na construção da caixa, as suas dimensões permanecem inalteradas, com 38 mm de diâmetro.

HARRY WINSTON

Premier Candy

322 diamantes e pedras preciosas coloridas dão vida ao Harry Winston Premier Winston Candy, uma peça do tempo automática que remete para as memórias de infância e para a alegria e cor de uma loja de doces.

Um verdadeiro hino à cor e à feminilidade. Assim é o Premier Winston Candy. Nesta peça do tempo da Harry Winston, turmalinas azuis, tsavoritas verdes, espessartitas laranja, safiras azuis claras e escuras, espinelas vermelhas e safiras rosa, cortadas em três tamanhos diferentes e com engaste neve, dão vida a um mostrador vibrante, colorido e muito doce, que lembra um conjunto de guloseimas à espera de ser saboreado.

A emoldurar esta montra de doces está uma caixa de ouro branco com 31 mm, que protege um movimento automático de manufactura. A palete de cores é complementada pela correia em pele de crocodilo rosa, com fecho de fivela.

Disponível numa edição limitada a apenas 77 exemplares, o Premier Winston Candy assinala ainda a primeira incursão de um calibre automático Harry Winston numa caixa de 31 mm.

HUBLOT

Classic Fusion Orlinski

Com seu jogo de sombra e luz, a mais recente série Classic Fusion Orlinski apresenta o seu mostrador facetado assinado pelo artista Richard Orlinski. Concebida especialmente para quem prefere relógios mais finos, a caixa de 40 mm está disponível em titânio ou King Gold e transforma-se num objecto de arte joalheira, engastado com diamantes de corte brilhante.

As dobras, bordas, chanfros e facetas que são características emblemáticas das obras de Richard Orlinski, frequentemente monumentais, agora aparecem em versão miniatura de precisão relojoeira para dar vida ao mostrador com efeito espelhado. A sobriedade fosca da pulseira em borracha preta cria um contraste que marcará presença em quatro dos seis modelos em que os diamantes conferem um estatuto de jóia à peça.

O que poderia ser melhor do que a pedra preciosa com índice de refracção mais elevado para combinar com o acabamento polido e espelhado típico do artista plástico? Quatro modelos do Classic Fusion Orlinski contam com um aro (um dodecágono que sela a parceria criativa desde 2017) engastado com 54 diamantes, que emoldura a caixa completamente engastada com 210 diamantes ou parcialmente engastada com 112 diamantes.

IWC

Portofino Lady

Desde 1984, que os relógios Portofino trouxeram um toque de glamour e elegância intemporal ao relaxamento mediterrâneo. Disponível numa caixa de 34 mm ou 37 mm de diâmetro em ouro ou aço, com ou sem diamantes, o IWC Portofino disponibiliza ainda correias em pele Santoni de diversas cores, que podem ser facilmente trocadas, graças a um sistema de troca fácil de bracelete.

Movido por um calibre automático, o Portofino apresenta-se com as funções solotempo, data ou fases da Lua.

 

 

OMEGA

Constellation Manhattan

A colecção Omega Constellation Manhattan engloba uma variedade de modelos, nascidos de diversos tamanhos e combinações de materiais.

A Omega revisitou e actualizou recentemente o Constellation Manhattan, mantendo, no essencial, as características base do relógio, mas conferindo-lhes um look mais moderno e leve. Assim, a luneta – engastada com diamantes ou com numerais romanos – é agora mais fina para outorgar uma maior amplitude ao mostrador e as “garras” foram reduzidas e integradas de forma mais suave na caixa. O design da coroa foi também reformulado, com cada um dos entalhes a assumir a forma de uma pequena meia-lua, de forma a ecoar as facetas da caixa. Além disso, o fecho da pulseira disponibiliza um alargamento ajustável, que permite aumentar o tamanho da mesma em cerca de 2 mm, por forma a colmatar as flutuações no diâmetro do pulso ao longo do dia.

Finalmente, os ponteiros foram actualizados e assumem a forma de uma folha esqueletizada e, no que aos índices diz respeito, alguns modelos possuem índices inspirados no horizonte de Manhattan, com destaque para as facetas triangulares da Freedom Tower, enquanto outros possuem diamantes redondos como índices.

O Constellation Manhattan está disponível em ouro Sedna, ouro amarelo, aço e modelos de dois tons (aço/ouro Sedna ou aço/ouro amarelo), em três tamanhos diferentes, 25mm, 28mm e 29mm – sendo os dois primeiros equipados com movimentos de quartzo, enquanto o modelo de 29 mm alberga os calibres Master Chronometer 8700 ou 8701 – e sete cores de mostrador.

PIAGET

Gala

Irradiando enorme feminilidade, o Piaget Limelight Gala Milanese exibe o clássico design da linha Limelight Gala, lançada nos anos setenta do século passado. Com as inequívocas asas assimétricas e alongadas e as voluptuosas curvas da luneta engastada com diamantes, o Limelight Gala Milanese destaca-se pela correia em malha milanesa de ouro rosa.

Disponível com caixa de 32 mm ou 26 mm e aro engastado com diamantes de corte brilhante, este modelo está equipado com um movimento de manufactura automático ou de quartzo (26 mm).

VACHERON CONSTANTIN

Égerie

Em 2003, a Vacheron Constantin lançava a sua última colecção exclusivamente feminina. Baptizada Égérie (Musa em português), esta linha de peças do tempo focava-se num relógio simples de formato tonneau. Agora, 17 anos depois, a marca suíça recupera o nome daquela que foi a última colecção da Maison dedicada exclusivamente a pulsos femininos para dar vida a uma nova linha de relógios exclusiva para mulheres, com um design absolutamente novo.

Inspirada nas complexidades da alta relojoaria e da alta-costura, a nova colecção Égérie destaca-se por detalhes como o mostrador texturizado a fazer lembrar um leque (uma reminiscência do relógio Heures Créatives Heure Discrète que literalmente se parece com um leque), a coroa descentralizada, a janela de data ou de fases da Lua, os numerais árabes e, claro, os diamantes.

A nova linha disponibiliza três modelos distintos: Égérie Data, com caixa de 35 mm em aço com diamantes ou ouro rosa com diamantes; Égérie Fases da Lua, com caixa de 37 mm em aço ou ouro rosa, ambos com diamantes; e Égerie Fases da Lua Pavé, com caixa de 37 mm em ouro branco com pavé de diamantes. Todos os relógios são movidos pelo calibre automático 1088 (1088L, no caso dos fases da Lua) e acompanhados – à excepção das versões em aço – por correias intercambiáveis com sistema de troca fácil (três correias no caso do Égérie Data e do Égerie Fases da Lua, ambos em ouro rosa; duas na versão Fases da Lua Pavé).

Os novos Égérie da Vacheron Constantin dão, assim, vida a uma colecção tradicional e, ao mesmo tempo, contemporânea, que promete conquistar os pulsos femininos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.