Directora de Produto na Audemars Piguet, Chadi Nouri Gruber não é uma novata no universo do Luxo. Depois de cinco anos à frente do departamento de Alta Joalharia da Cartier, em 2015, Chadi juntou-se à manufactura de Le Brassus, onde promete deixar a sua marca, contando, para isso, com os seus pontos fortes, que a própria descreve como sendo: espírito de independência, determinação, precisão, integridade e paixão.

Como Directora de Produto, qual é a sua visão para a Audemars Piguet?

Permanecemos focados na nossa estratégia de longo prazo. Continuamos a forjar o nosso próprio caminho, com uma direcção muito clara, e temos uma distribuição focada e um inventário de stock saudável. Tivemos muito bons resultados em 2016, com mais de 800 milhões em vendas. Somos também uma empresa independente, pelo que conseguimos adaptar-nos a qualquer situação muito rapidamente e temos uma produção anual fixada em 40 mil relógios. E são mesmo 40 mil, nem mais um. Portanto, cada novo relógio significa que temos de remover um, o que adiciona complexidade na hora de adicionar novos produtos. Fazemo-lo para assegurar exclusividade, para nos assegurarmos de que somos sempre desejados. Focamo-nos permanentemente em melhorar a qualidade e a experiência do cliente.

 

Como escolhem o relógio a retirar para incluir a novidade?

Fazemos uma análise de vendas. Verificamos quais os produtos com melhor performance, qual a sua tendência no mercado, analisamos para onde devemos e queremos ir… Tentamos sempre criar uma tendência, em vez de seguirmos uma já existente.

 

O mundo da relojoaria não é novidade para si. Tendo em conta a sua experiência, quais são os seus pontos forte e áreas para melhorar?

Posso resumir os meus pontos fortes em cinco palavras: espírito de independência, determinação, precisão, integridade e paixão. A minha principal área a melhorar é tentar manter um melhor equilíbrio entre vida profissional e pessoal. Sendo tão apaixonada como sou, é difícil manter uma vida privada muito saudável.

PARTILHAR
Directora/Editor in Chief | Revista Turbilhão

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here