Melanie Costa Leite com Relógio Audemars Piguet em ouro rosa, Anel e Colar Tirisi

É um caso sério de amor à primeira vista. Ou será ao primeiro toque na textura sublime e preciosa da caxemira? Com inspiração, talento e determinação, Melanie Costa Leite transformou a sua paixão numa marca de luxo com projecção internacional – Melanie Cashmere –, que se distingue pela elegância intemporal das peças.

 

Como foi o seu percurso até à criação da marca Melanie Cash­mere?

Licenciei-me em Gestão em Lon­dres e, após terminar o curso, sabia que gostaria de trabalhar em moda. Tive a oportunidade de estagiar na Vogue Portugal e na Condé Nast International, em Londres. Tra­balhei ainda na marca Victoria Beckham. Mas o meu sonho de criar uma marca de caxemira permanecia e, com uma vontade cada vez mais forte, saí da Victoria Beckham e dediquei-me inteiramente ao meu projecto.

 

O que a fascina na caxemira?

A caxemira transmite amor. É uma matéria­-prima inacreditavelmente bonita de trabalhar.
Permite-nos criar peças simples ou elaborar uma camisola em malha de cabo, por exemplo. Sempre sonhei ter um guarda-roupa cheio de camisolas de caxemira, que não fossem ape­nas básicos, que tivessem um pequeno twist, um detalhe que as tornasse especiais.

Melanie Costa Leite com Relógio Audemars Piguet e Anel, Colar e Brincos Tirisi

Como é que esta paixão se transformou na marca Melanie Cashmere?

Sempre desejei criar uma marca de caxemira. Foi apenas uma questão de tempo até me sentir preparada e ter os contactos necessários para conseguir produzir com alta qualidade. Fas­cina-me o desafio de criar algo do zero. Este é um projecto ambicioso, em que todos os dias acontece algo diferente, mas as bases estão bem fundadas e agora estamos a crescer.
A minha visão para Melanie Cashmere é a de uma marca moderna e de luxo, baseada no conforto da caxemira, com modelos elegantes, femininos, intemporais, adequados a qualquer idade. Uma mesma peça pode ser usada por uma mulher de 24 ou de 75 anos, resultando num look mais cool ou mais elegante, depen­dendo da adaptação ao estilo individual de cada cliente.

 

O que distingue a caxemira de outros tecidos, como a lã de alta qualidade, por exemplo?

A caxemira é uma fibra natural mais fina e macia do que a lã comum, o que a torna mais preciosa. Tem uma grande durabilidade e a capacidade de controlar a temperatura do corpo, mantendo-nos quentes no Inverno e protegendo-nos do calor no Verão. E claro, o toque suave da caxemira transmite-nos um inevitável sentimento de amor.

 

Como é feita a selecção da caxemira para as suas criações?

A nossa caxemira vem de Itália, da Cariaggi e Loro Piana: marcas que trabalham com 100% caxemira ou com uma mistura de caxemira e seda que é especialmente útil em peças mais justas à pele, tornando-as mais confortáveis, como, por exemplo, o nosso top Catarina (70% caxemira e 30% seda) e o casaco Martina. Estas marcas também têm certificações e recorrem a métodos que respeitam o bem-estar dos animais.

Como é a manufactura das peças?

A colecção actual é produzida em Portugal, Itália e Escócia. Na nova colecção, que vamos lançar em Setembro, estamos mais focados em Portugal e Itália. A nossa produção é realizada em fábricas especializa­das em malhas de caxemira, onde o conhecimento e a paixão por esta matéria-prima é visível no trabalho das pessoas. É um prazer trabalhar com pessoas assim, que acreditaram em nós desde o início, quando produzíamos menos quantidade.

Texto deCompanhia das Cores; Fotos Pedro Bettencourt
PARTILHAR
A Turbilhão é uma revista semestral, especializada na área da Alta Relojoaria e do Luxo.