Uma chuva de prémios tem brindado o nosso país como destino de viagens. Além das cidades, como Lisboa ou Porto, o golfe em Portugal está também na moda.

Portugal foi eleito o melhor destino europeu de golfe nos World Travel Awards e o Hotel Quinta do Lago foi considerado o melhor resort europeu de golfe nos mesmos prémios. Na verdade, um pouco até sem surpresa, pois o campo sul da Quinta do Lago é uma das jóias da coroa do golfe algarvio, tendo sido oito vezes o anfitrião do Portugal Open, com uma localização fantástica.

Ao mesmo tempo, o Algarve foi considerado o melhor destino de golfe nos prémios da revista “Golfer”, atribuídos pelos leitores da publicação – a mais vendida sobre golfe no Reino Unido – ganhando ainda nas três outras categorias para onde estava nomeado, incluindo melhor relação qualidade-preço na Europa (pelo segundo ano consecutivo).

Penina GolfNa senda de Sir Henry Cotton

E esta preferência dos britânicos pelos campos de golfe do Algarve tem toda a justificação. Foi um inglês, Sir Henry Cotton, que depois de se retirar das competições, trocou o céu cinzento do seu país pelo sol algarvio, acabando por ser responsável pela implantação do golfe a sul.

Pioneiro com o campo da Penina (actualmente o Penina Golf Resort) nos anos 60, Cotton estabeleceu o Algarve como cenário perfeito para a prática do golfe, permitindo aliar a praia e o sol a este desporto. Aproveitando o clima ameno da região onde gozava a reforma, este vencedor por três vezes do Open e membro do World Golf Hall of Fame, decidiu aplicar a sua experiência primeiro na Penina em 1966 e depois em quatro outros campos – todos igualmente de primeira classe e com uma bela envolvência paisagística de que se destaca o icónico de Vale de Lobo. De resto, a Penina continua a ser uma referência, ideal para férias em família.

SLorenzoNo top 100

Muitas décadas volvidas, e com o Algarve já estabelecido como um pequeno paraíso para os golfistas, a competição em torno das viagens de golfe é muito mais renhida. Por isso ainda mais significativos se tornam os recentes prémios.

Aos já referidos há a acrescentar a boa performance dos campos algarvios no prestigiadoTop 100 Golf Courses in Continental Europe/Golf World UK, um disputado ranking bi-anual, cujo top para 2014 foi revelado no final de Setembro: o algarvio Monte Rei é o primeiro em 18ª posição, seguindo-se o Onyria Palmares (em Lagos), San Lorenzo (com vista para a Ria Formosa), Quinta do Lago, Oceânico Faldo (Alcantarilha) e Oceânico Old Course (em Vilamoura) – todos no Algarve. Nos lugares cimeiros, referência ainda para o Oitavos Dunes de Cascais, em 20ºlugar, a disputar esta hegemonia dos greens algarvios com tantos campos bem classificados nesta prestigiada lista.

GolfeOceanicoVictoriaDe resto, outros campos continuam a marcar “pontos”: o hotel Conrad foi igualmente premiado nos World Travel Awards como Europe’s Leading Luxury Resort e o Dom Pedro Golf Resort, também consolida a sua reputação clássica, já com muitos anos de existência, como um dos populares campos do Algarve central.

Por fim, e porque Lisboa também recebe cada vez mais visitantes em busca do golfe, mas tentando conciliar o turismo da cidade, o Quinta da Marinha Resort (premiado no ano passado) continua a manter a fasquia alta, dando jus à sua reputação como um dos clássicos campos do golfe em Portugal.

GolfeValedoLoboOcean4De resto, os troféus da revista Golfer coincidem também com os deste ranking: o Oceânico Old Course foi considerado melhor campo e o Vale do Lobo eleito o melhor hotel/resort. Já o San Lorenzo e o Onyria Palmares lograram ficar no segundo lugar, na categoria de melhor campo, enquanto o San Lorenzo e o Dona Filipa obtiveram a segunda posição na categoria de resort.

PARTILHAR
A Turbilhão é uma revista semestral, especializada na área da Alta Relojoaria e do Luxo.