Vale sempre a pena regressar ao Porto. A cidade está cada vez mais bonita e surpreendente, e é fácil arranjar uma boa desculpa para ir lá passar um fim-de-semana. Sejam exposições, novos restaurantes, hotéis, ou novas boutiques…

Há que aproveitar ao máximo tudo o que a cidade tem para oferecer, e se não vai ao Porto há muito tempo ou é a primeira vez dos seus filhos, por exemplo, não deixe de (re)visitar as maiores atracções, como a Torre dos Clérigos, que pode subir até cima, haja folego para os 225 degraus. A Livraria Lello, que os fãs de Harry Potter não vão deixar passar em branco, ou a bonita Praça Lisboa, mesmo em frente, onde poderá sentar-se na esplanada do Base, entre as mais concorridas da cidade.

Da mesma forma, se nunca foi, passe pela Estação de São Bento para admirar os 20 mil azulejos de Jorge Colaço, com cenas marcantes da história de Portugal e dos transportes, e já agora pela frenética Rua das Flores onde pode dar um saltinho à flagship store da Claus Porto e sair de lá com uma mão cheia de sabonetes embrulhados à mão. Ali perto, também, na Rua do Almada, fica a não menos histórica (e mais doce) flagship da Arcádia. Que está neste momento em obras de renovação, mas quando abrir (ainda este ano) terá um atelier aberto ao público onde poderá acompanhar um mestre artesão a fabricar os chocolates preferidos do país.

O Palácio da Bolsa, um imenso edifício neoclássico construído no início do século XX, é outro dos monumentos mais visitados do Porto. Tem como ponto alto o exótico e faustoso Salão Árabe, palco de jantares, conferências e concertos e merece uma visita pelo menos uma vez na vida.

A Fundação de Serralves, por sua vez, é um lugar para voltar muitas vezes. Dos 18 hectares de jardins ao museu propriamente dito, tem sempre muito para ver e fazer. E é claro que também não pode falhar uma ida a Gaia para visitar uma das caves onde se fez a história do Vinho do Porto (a Taylors ou a Real Companhia Velha oferecem, neste capítulo, experiências memoráveis), deixando tempo para beber um copo num bar-miradouro como o Terrace Lounge 360°, com uma deslumbrante vista panorâmica sobre o Porto.

Não deixe ainda de passar pelo Bairro das Artes, quarteirão repleto de galerias, ateliers, cafés e lojas de autor. É o caso da Banema, uma concept store para quem gosta de arquitetura, design e coisas bonitas em geral, já que neste espaço – 300 m2 de uma antiga padaria – vai encontrar uma curadoria exclusiva de marcas e mobiliário, iluminação, decoração e lifestyle. Para adeptos do vintage, outra boa ideia é ir até à animada Rua da Cedofeita para continuar uma sessão de shopping, onde não pode perder a loja da famosa pasta medicinal Couto, empresa que celebrou 100 anos com a abertura do primeiro espaço comercial em nome próprio do país.

COMPARTILHAR
A área do Lifestyle tem muito poucos segredos para Bruno Lobo, jornalista com mais de 15 anos de experiência. Da moda aos automóveis, da relojoaria à tecnologia, da gastronomia à beleza. Porque “a vida é bem mais agradável com estes pequenos grandes prazeres”. GQ e Fora de Série são duas revistas onde o seu cunho se sentiu mais forte, mas já colaborou com várias revistas nacionais e internacionais, incluindo a Turbilhão, “com enorme prazer por poder contribuir para este projecto editorial”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here