Até ao fim do mundo…

White Desert

30

Dar a volta ao mundo em poucos passos, conhecer a colónia dos pinguins Imperadores de Atka Bay, dormir com todo o luxo no local mais remoto do planeta ou apreciar as impressionantes montanhas geladas numa ‘escapadinha’ de 24 horas são apenas alguns dos momentos inesquecíveis que poderá viver numa viagem à Antárctida. É a derradeira aventura e agora está ao seu alcance!

A natureza no seu estado mais puro, parada, silenciosa e intocada. Um horizonte em que o céu azul é cortado por escarpas montanhosas. O sol a tocar a face, aconchegando o coração do frio mágico que emana de todo o lado, e o imenso manto branco que se estende a perder de vista. É o quadro perfeito e a derradeira viagem. Afinal, quantas pessoas podem dizer que já visitaram a Antárctida?…

Imagine agora que pode voar num jacto privado até ao sítio mais remoto do planeta, numa aventura ímpar com todos os luxos e requintes incluídos… Tentador, não? É exactamente isso que a agência White Desert lhe pode proporcionar. Especializada em viagens superexclusivas ao Pólo Sul, a agência levá-lo-á em estilo através dos estonteantes glaciares até ao local onde o sol brilha 24 horas em contínuo.

A viagem, que já atraiu personalidades como o astronauta Buzz Aldrin ou o Príncipe Harry, tem início na Cidade do Cabo, África do Sul. Ali, subirá a bordo de um Gulfstream com capacidade para acolher 12 convidados de forma refinada.  Irá aterrar na base do pico Wolfs Fang [Olho de Lobo], onde poderá apreciar os monólitos de rocha com um quilómetro de altura que se erguem verticalmente do gelo, criando uma paisagem simplesmente deslumbrante. Por trilhos acessíveis e de baixa dificuldade, os guias polares da White Desert levá-lo-ão a descobrir fantásticas vistas e recantos gelados, convidando-o, depois, a um piquenique com champanhe. E para que nunca esqueça o momento, no regresso ao jacto, ser-lhe-á servido um cocktail da sua escolha com gelo da Antárctida, em mais um pormenor de requinte do serviço. A aventura de um dia tem um valor de cerca de 200 mil dólares e, com um número de lugares extremamente limitado, as reservas devem ser feitas com antecedência.

PARTILHAR
Apaixonada por automóveis e em demanda de emoções fortes, no momento de escolher uma vertente do jornalismo, Andreia Amaral não teve dúvidas de que escrever sobre carros seria o que a faria feliz. Ao longo da sua carreira, trabalhou para diversas publicações do sector. Ecléctica em interesses, hoje, divide o seu tempo entre dois amores: os motores e a Economia. Para além de colaborar com diversas revistas, é editora da Turbo Oficina e do Guia Empresarial (suplemento do JN).