Um símbolo duradouro do amor, romance e compromisso, o diamante tem fascinado a humanidade ao longo de vários séculos. Uma pedra preciosa, cujo nome deriva da palavra grega “adamas”, que significa invencível, e que tão bem se aplica ao diamante enquanto celebração do amor eterno.

Embora considerados “os melhores amigos das mulheres”, a verdade é que os diamantes fascinam o mais comum dos mortais, independentemente do género, possuindo uma longa história enquanto objectos de desejo. O amor do mundo por esta pedra preciosa teve inicio no século IV a.C, na India, onde os diamantes eram recolhidos dos rios e cursos de água do país.

Gradualmente, as gemas vindas de terras indianas começaram a chegar à Europa Ocidental nas caravanas que viajavam para os mercados medievais de Veneza. No inicio do século XV, os diamantes começaram a tornar-se populares no seio das elites europeias. A hegemonia da India enquanto fornecedor destas pedras preciosas terminou no principio do século XVIII, dando lugar ao Brasil, que dominou durante mais de 150 anos.

A história do mercado moderno dos diamantes começou no continente africano, com a descoberta, em 1866, de diamantes em Kimberley, na África do Sul. No final dos anos setenta, os produtores mundiais mais importantes desta gema eram a África do Sul, o Zaire (actual Republica Democrática do Congo) e a antiga União Soviética. Já em 1982, foi descoberta uma importante mina no Botswana, transformando este país no terceiro fornecedor mundial. Três anos mais tarde, a mineração mundial de diamantes conheceu uma expansão dramática com a descoberta de fontes na Austrália e de novos depósitos no Canadá (2000).

O esplendor dos diamantes é apreciado há séculos, mas nunca houve grande conhecimento cientifico sobre esta gema até ao século XX. A partir de então, o saber acerca desta pedra cresceu exponencialmente, através do trabalho de químicos, físicos, geólogos, mineralogistas e oceanógrafos. Só nos últimos 50 anos, os cientistas descobriram muito sobre como os diamantes se formam e como são transportados para a superfície terrestre.

 

Origem dos diamantes

PARTILHAR
Directora/Editor in Chief | Revista Turbilhão