A Loja das Meias abriu um novo espaço naquela que é considerada a artéria mais exclusiva de Lisboa e a décima avenida mais luxuosa do mundo.

Há um novo espaço de luxo a elevar a fasquia da avenida mais selecta da capital. No número 254, o portão monumental, rico em detalhes, manteve-se, mas agora abre-se para um mundo de moda, exclusividade, inovação e design.

Com 350 metros quadrados, divididos em dois pisos, a nova Loja das Meias trouxe consigo as marcas a que já nos habituou, como Lanvin, Ferragamo, Michael Kors ou Fendi, mas trouxe também uma novidade: o conceito shop in shop, tendência das lojas de luxo internacionais, que individualiza a presença das marcas Dior e Céline através de dois corners exclusivos.

Assinado pelo bom gosto da dupla de arquitectas Cristina Santos e Ana Menezes, este é um espaço minimalista com um toque contemporâneo, onde elementos de elevado valor artístico e materiais nobres ganham expressão. Os tons pastel, pontuados por detalhes verdes ou azuis, conjugam-se com a dualidade ouro/prata. E comungam com o painel “A Mulher”, de Querubim Lapa, uma peça de arte resgatada da mítica Loja das Meias do Rossio – berço da marca que, mais de cem anos depois, continua a somar páginas à sua luxuosa história.

Texto deCompanhia das Cores
PARTILHAR
A Turbilhão é uma revista semestral, especializada na área da Alta Relojoaria e do Luxo.