Nascida em Valenza, em 1924, a Damiani é a única empresa joalheira italiana que desenha e produz jóias desde a sua fundação. Aqui, todas as peças continuam a ser criadas integralmente à mão, usando técnicas seculares. A Turbilhão foi ver como o sonho ganha vida.

Fundada no coração do distrito ourives de Valenza, por Enrico Grassi Damiani, a história da Damiani é fortemente ligada à tradição e paixão pela arte joalheira, que desde sempre distinguiu as peças criadas pela marca. Hoje, quase um século após o seu nascimento, a Maison mantém-se nas mãos da família e é gerida por três irmãos, netos do fundador: Guido, presidente do Grupo Damiani, Giorgio, vice-presidente e director-geral, responsável pela criação e desenvolvimento das colecções e pela compra de pedras preciosas, e Silvia, vice-presidente e responsável pela comunicação.

Seguindo a tradição e ADN que levou ao sucesso da marca, os irmãos Damiani têm como principal objectivo manter a qualidade de design e mestria artesanal das jóias que granjearam êxito à Maison e que continuam a ser produzidas em Valenza. Aqui, a tradição da produção de joalharia mantém-se inalterada e a manufactura Damiani dá vida a cada uma das peças, graças ao trabalho de 100 colaboradores, entre designers, ourives, cravadores, polidores, etc.

Cupido

Tudo começa no departamento de design, onde nascem as ideias e os primeiros esboços. Depois, é tempo de criar o primeiro modelo em cera. Para tal, há que injectar cera líquida num molde de borracha previamente preparado. Em seguida, os modelos em cera são acoplados a uma espécie de tubo, criando aquilo a que se chama uma árvore de ceras. Esta é, então, submergida numa solução de gesso e, depois de um período de repouso, vai ao forno. Neste processo, a cera derrete, dando lugar a um molde invertido. Finalmente, este molde é fundido com o metal precioso seleccionado.

Depois de criada a base da jóia, é tempo de passar à cravação das pedras preciosas. Na Damiani, estas são cuidadosamente seleccionadas e certificadas e, no caso dos diamantes com mais de 0,3 quilates, a marca oferece uma garantia de qualidade adicional: uma incisão a laser com o logo da Damiani e o número de certificação. O processo de criação joalheira termina com o polimento e o último controlo de qualidade, num total de quatro.

A qualidade exemplar dos materiais utilizados e a mestria de excepção dos artesãos faz com que possuir uma jóia Damiani não seja apenas possuir algo precioso, mas também algo especialmente exclusivo e até único. Além das peças que compõem as suas colecções, a Damiani produz igualmente edições limitadas e obras-primas únicas que, por vezes, podem também ser criadas ou personalizadas a pedido do cliente. O céu é o limite.

 

A família Damiani

Texto deMarina Oliveira, em Valenza, Itália
PARTILHAR
Directora/Editor in Chief | Revista Turbilhão