Em 2021, a IWC celebra o 85.º aniversário do primeiro relógio Pilot com o lançamento de cinco novos modelos desta família: Big Pilot 43, Big Pilot Calendário Perpétuo, Pilot Cronógrafo 41, Big Pilot Calendário Perpétuo TOP GUN Edição “Mojave Desert” e Big Pilot TOP GUN Edição “Mojave Desert”.

READ THIS ARTICLE IN ENGLISH HERE

Originalmente desenhados como instrumentos fiáveis ​​e precisos para a cabine de voo, os relógios de aviador (ou Pilot) são hoje modelos desportivos que provam o seu valor em situações quotidianas. A história destes relógios remonta aos primeiros anos da aviação, época em que os relógios de pulso precisos eram um instrumento essencial na cabine e uma ferramenta vital para a sobrevivência dos aviadores, sendo utilizados, ​​principalmente, para monitorizar os tempos de voo ou horas de funcionamento do motor, embora também fossem ferramentas de navegação muito úteis durante voos visuais.

A IWC foi uma marca pioneira na produção de instrumentos técnicos desenhados para atender às necessidades dos aviadores. Em 1936, o ‘Relógio Pilot Especial’ foi desenvolvido em Schaffhausen e incluía um movimento antimagnético e um vidro frontal à prova de choques. Mais importante, o relógio funcionava perfeitamente numa faixa de temperatura de -40 °C a +40 °C, o que era uma vantagem fundamental nas cabines sem aquecimento da época.

Já durante os anos 40, a IWC criou o Relógio Big Pilot calibre 52 T.S.C. em resposta aos exigentes requisitos dos relógios de observação militar, que, mais tarde inspirou o design o Big Pilot. O mostrador minimalista deste modelo, desenhado como os instrumentos do cockpit para facilitar a leitura, e a sua impressionante coroa cónica, de fácil utilização para os pilotos, mesmo com luvas de voo acolchoadas, continuam a influenciar o design dos Big Pilot modernos.

O relógio de aviador mais famoso criado em Schaffhausen nasceu em 1948. Depois de receber um convite da Royal British Air Force (RAF), a IWC desenvolveu o relógio de pulso Mark 11 Navigator, baseado no calibre 89. Um dos requisitos fundamentais neste modelo era que o movimento deveria ser protegido contra campos magnéticos, já que os equipamentos de radar usados ​​na época geravam campos electromagnéticos poderosos que prejudicavam a marcha do relógio. A IWC desenvolveu então uma caixa interna em ferro macio, cujo topo moldava o mostrador. Desse modo, a radiação em torno do movimento foi dissipada, já que a caixa funcionava como uma gaiola de Faraday. Outra característica única deste modelo era o vidro frontal, fixado de forma especial e que não se movia, mesmo em caso de queda repentina de pressão na cabine. Além disso, o mostrador altamente estruturado e com elementos luminescentes de alto contraste garantia que os aviadores vissem as horas facilmente, independentemente das condições de visibilidade.

Em 2021, a IWC celebra a história dos seus relógios Pilot e apresenta novos modelos, que incluem reinterpretações de clássicos, novos materiais e movimentos.

Big Pilot 43

Uma fiel interpretação do design icónico do relógio de observação, o novo Big Pilot 43 apresenta uma caixa ergonómica em aço de 43 mm, com mostrador preto ou azul, e é alimentado pelo calibre de manufactura 82100 com corda Pellaton, visível através do fundo da caixa em vidro de safira.

Com uma coroa cónica, uma pulseira de quatro rebites e um mostrador aberto e facilmente legível, nenhum outro modelo IWC incorpora a essência de um Relógio Big Pilot como este. O seu design funcional, com o estilo fácil de ler dos instrumentos da cabine de voo, é inspirado num modelo de observação militar da década de 1940. Outro detalhe que o moderno Big Pilot 43 partilha com o antecessor histórico é a coroa sobredimensionada, um recurso que permitia aos pilotos operar os seus relógios mesmo com luvas de voo acolchoadas. Trata-se assim de uma interpretação autêntica de um design icónico, sem janela de data ou indicador de reserva de marcha (60 horas).

O Big Pilot 43 disponibiliza ainda o novo sistema de troca de bracelete EasX-CHANGE, que permite trocar a pulseira de forma rápida e fácil, adaptando rapidamente o relógio a diferentes ambientes ou actividades. Estão disponíveis diversas correias em pele de bezerro ou borracha em várias cores, assim como uma nova pulseira em aço com um sistema de fecho de ajuste fino.

Big Pilot Calendário Perpétuo

Com uma caixa em aço e mostrador azul, o novo Big Pilot Calendário Perpétuo continua a longa tradição de incluir relógios com calendário perpétuo na colecção Big Pilot. Desenvolvido na década de 1980 por Kurt Klaus, o lendário calendário perpétuo da IWC reconhece automaticamente as diferentes durações dos meses e anos bissextos. Este engenhoso programa mecânico não precisa de qualquer correcção manual até 2100, quando o ano bissexto será ignorado, de acordo com a regra de excepção do calendário gregoriano. Outra característica distintiva é o indicador de ano com quatro dígitos. Além disso, um controlo deslizante dos séculos está incluído dentro da caixa, permitindo que o relógio exiba o ano até 2499. O calendário, com todos os seus indicadores perfeitamente sincronizados, pode ser facilmente ajustado com uma única coroa, um mecanismo muito fácil de usar, único no mundo dos calendários mecânicos.

Com o novo Big Pilot Calendário Perpétuo, esta complicação lendária regressa à colecção clássica. No mostrador, o indicador da data e da reserva de marcha estão localizados às 3h e o indicador do mês às 6h. O indicador do dia da semana e o ponteiro pequeno dos segundos partilham o submostrador às 9h, enquanto o indicador duplo das fases da Lua, localizado às 12h, descreve correctamente a fase da Lua no hemisfério norte e sul, precisando apenas de um ajuste de um dia a cada 577,5 anos.

O novo modelo está equipado com o calibre de manufactura 52615, com sistema de corda Pellaton equipado com componentes em cerâmica e sete dias de reserva de marcha, visível através do fundo da caixa em vidro de safira.

Pilot Cronógrafo 41

O cronógrafo é um dos emblemas da colecção Pilot da IWC e não poderia faltar nas novidades para 2021. Assim, o novo Pilot Cronógrafo 41 apresenta-se numa caixa em aço de 41 mm, com mostrador azul ou verde e está equipado com o novo sistema de troca rápida de braceletes EasX-CHANGE, com opções disponíveis em pele, borracha ou aço.

O Pilot Cronógrafo 41 é alimentado pelo calibre de manufactura 69385, visível através do fundo da caixa em vidro de safira. Este movimento mecânico é composto por 231 peças, sendo a função de cronógrafo controlada por uma roda de coluna. Um sistema de corda com roda dentada bidireccional converte a actividade do pulso do usuário do relógio em tensão para a mola principal, fornecendo energia ao movimento de forma eficiente e garantindo uma reserva de marcha de 46 horas.

Big Pilot Calendário Perpétuo TOP GUN Edição “Mojave Desert” e Big Pilot TOP GUN Edição “Mojave Desert”

Pela primeira vez, e continuando com a série de modelos TOP GUN em cerâmica cor de areia, a IWC utiliza este material em dois relógios Big Pilot, cujo design de inspiração militar recebe agora mostradores castanho-escuro, ponteiros cor de areia e pulseiras de borracha. Ambos os modelos são movidos por movimentos de manufactura da família de calibres 52000.

Os relógios TOP GUN da IWC, concebidos para resistir às forças máximas de aceleração na manobra de caças supersônicos, como o F / A-18E / F Super Hornet, em descolagens prolongadas em porta-aviões e em missões sob qualquer clima em que o tempo seja crítico, são instrumentos de precisão tecnicamente muito avançados. Feitos de materiais duráveis ​​e resistentes à corrosão, como titânio e cerâmica, podem suportar as difíceis tarefas de pilotos de elite da Marinha dos Estados Unidos. A cerâmica, por exemplo, é um material ideal para a utilização diária no espaço confinado da cabine de um caça, graças à sua extrema dureza e resistência a riscos.

O Big Pilot Calendário Perpétuo TOP GUN Edição “Mojave Desert” apresenta o lendário calendário perpétuo da IWC desenvolvido por Kurt Klaus, pela primeira vez numa caixa de cerâmica cor de areia. Construído com 82 peças individuais e com um indicador de ano de quatro dígitos, o módulo de calendário é alimentado pelo calibre de manufactura 52615, visível através do fundo da caixa em vidro de safira. Além disso, o sistema de corda automática Pellaton, reforçado com componentes cerâmicos praticamente imunes ao desgaste, armazena uma reserva de marcha de sete dias em dois tambores. A produção deste modelo será limitada a 150 exemplares por ano. 

Já o Big Pilot TOP GUN Edição “Mojave Desert” é o primeiro relógio deste tipo a ser fabricado com uma caixa em cerâmica cor de areia. Dentro da caixa de 46 mm, opera o calibre de manufactura 52110 com corda Pellaton, dois tambores e uma reserva de marcha de sete dias. Além disso, uma caixa interna de ferro macio protege o movimento do efeito dos campos magnéticos. O lendário logotipo TOP GUN está gravado no fundo da caixa de titânio e este modelo será limitado a 250 cópias por ano.

Turbilhão
A Turbilhão é uma revista semestral, especializada na área da Alta Relojoaria e do Luxo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.