“Evoluímos, Mas Estamos Sempre Atentos Às Nossas Tradições”

A icónica marca de joalharia Buccellati, (re)conhecida pela qualidade e trabalho artesanal das suas jóias, acaba de chegar a Portugal e está em exclusivo na Boutique dos Relógios Plus Art da Avenida da Liberdade, em Lisboa. Por ocasião do lançamento da marca em Portugal, falámos com Luca Buccellati, a terceira geração da família que criou a Buccellati há mais de um século.

 

Como descreveria o estilo de Buccellati?

Gostamos de definir o nosso estilo como intemporal, pois ultrapassa as tendências da moda e do tempo, mas mantendo-se sempre actual e contemporâneo.

 

O que torna as jóias únicas?

As nossas jóias são únicas porque são feitas à mão, então, quanto às colecções, cada objecto que é trabalhado nas nossas oficinas é diferente dos demais porque a mão do homem nunca faz as coisas exactamente iguais. Depois temos as criações de alta joalharia que são únicas no verdadeiro sentido da palavra: significa que são únicas e nunca serão replicadas.

Pode dizer quais e explicar algumas das técnicas que a Buccellati utiliza?

A técnica mais importante que utilizamos é a gravação, e é a que caracteriza todas as nossas jóias. Nunca encontrará uma jóia Buccellati que não seja gravada. Temos também outras técnicas diferenciadas, como o favo de mel, onde o artesão serra a placa de ouro até obter algumas células pentagonais ou hexagonais minúsculas.

 

Como descreveria a mulher Buccellati?

A mulher Buccellati é muito discreta e elegante, e sabe o que quer. Ela pode fazer as suas próprias escolhas e também comprar para ela própria uma jóia Buccellati.

 

É importante para a marca que os produtos sejam produzidos em Milão?

O importante para nós é que as jóias sejam produzidas em Itália: somos uma excelência italiana e somos embaixadores do savoir-faire italiano, por isso é importante para nós mantermos a nossa produção em Itália.

Quais são best-sellers da marca?

Existem vários best-sellers, entre os quais eu citaria os colares e brincos Hawaii, que remontam a uma ideia criativa de Mario, o fundador da Maison. Existem também várias colecções que marcam o caminho, como Macri, Opera e as jóias de prata da linha Blossoms.

 

Existe uma colecção de peças Buccellati que remonta ao início da marca?

Recentemente, começámos a coleccionar peças do passado que agora fazem parte da nossa Colecção Vintage: criações inacreditáveis que recuperamos em leilões e que representam os nossos 100 anos de infinita criatividade.

 

O que diferencia a Buccellati de outras marcas no concorrido mercado de jóias de luxo?

Na verdade, não nos diferenciamos. A única coisa que faz a diferença entre as outras Maisons, pode ser aquela de que a nossa criatividade ainda está, e sempre esteve, nas mãos de um membro da família Buccellati: primeiro Mario, depois Gianmaria, e hoje Andrea, que trabalha com a filha Lucrezia em alguns projectos específicos. Quatro gerações Buccellati no comando da criatividade: isso é realmente único.

 

A personalização tem sido uma grande tendência na indústria da moda de luxo. A Buccellati sentiu um aumento no volume de pedidos de peças personalizadas?

A personalização sempre foi uma prerrogativa da Buccellati, e ainda é. É cada vez maior o número de clientes que pedem jóias sob medida, e nós estamos aqui para atender!

Em termos de volumes de produção, quantas peças a Buccellati produz por ano?

Não posso dizer um número preciso, mas com certeza estamos a aumentar as peças das nossas colecções e também de peças únicas. E isso deve-se principalmente ao facto de termos expandido a nossa rede nos últimos anos.

 

Quais são os principais mercados da Buccellati?

Apesar de a Ásia ser actualmente um dos mercados mais importantes para nós, não me esqueceria dos restantes onde temos lojas e uma boa rede de distribuição.

 

Dado o foco em atrair consumidores mais jovens, qual a importância dos Millennials para a estratégia futura da marca?

Os millenials são muito importantes para nós e apreciam nosso estilo.

 

Sente que a geração mais jovem precisa ser educada em relação à herança da marca?

Nenhuma educação no sentido estrito da palavra. A Buccellati tem uma história maravilhosa para contar, então basta contá-la e todos se envolvem.

Como compara o passado e o presente da Buccellati?

Passado e presente, mas também futuro, estão intimamente ligados. Claro que houve mudanças, também no estilo, mas o ADN da Maison ainda sobrevive e certamente sobreviverá. Os tempos mudam, evoluímos, mas estamos sempre atentos às nossas tradições.

 

Qual a importância das peças de prata para o negócio e o que as diferencia?

A produção em prata é muito importante para nós: durante anos e anos concentramo-nos em talheres e centros de mesa, e continuamos a fazê-lo. Também continuamos a produzir objectos para decoração de casa e para a art de la table. Nos últimos tempos, temos apostado em presentes, como jogos de mesa, acessórios de bar, bases de prata com velas perfumadas. A nossa criatividade em prata também está a evoluir e mantém intocadas as tradições do passado.

A Turbilhão é uma revista semestral, especializada na área da Alta Relojoaria e do Luxo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.