Depois de mais de três meses encerrado, o SUD Lisboa Terrazza já reabriu portas. A Turbilhão regressou ao SUD para provar a nova carta e confirmar que a experiência sensorial neste espaço à beira Tejo permanece inolvidável.

O SUD Lisboa Terrazza já reabriu portas e retoma agora a sua viagem pela excelência. A Turbilhão foi provar a nova carta e nem a chuva intensa que resolveu acompanhar a visita, retirou brilho ou intensidade à experiência inesquecível a que este hotspot da capital já nos habituou.

Inspirada no estilo de vida da cultura descontraída dos Países da Europa do Sul, a nova carta de assinatura do Chef Executivo Patrick Lefeuvre tem como inspiração a gastronomia mediterrânica e artesanal italiana, focada na essência dos seus sabores com pratos que conjugam produtos frescos nacionais e internacionais, criteriosamente seleccionados.

A Turbilhão foi experimentar alguns dos pratos – seleccionados pelo Chef – que compõem a nova carta e conta-lhe tudo. Começámos por provar o Mocktail de Autor, SUD Passion Berry, composto por Sumo de Arando, Puré de Morango e de Maracujá e Sumo de Limão Natural. Uma bebida fresca, com vista sobre o Tejo e a Ponte 25 de Abril, para abrir o palato para as tentações que se avizinhavam.

A refeição começou com um Cremato de Foie Gras com Terrina de Foie Gras Caramelizada, Ananás Confitado com Especiarias e Tosta. Nesta entrada, o Foie Gras é marinado com diversas especiarias e cozinhado lentamente no ponto certo, afim de não desnaturar o produto que por si só é muito sensível. Para que a combinação resulte num sabor suave, o Chef adicionou o sabor doce e ligeiramente ácido do ananás assado com mel e especiarias, criando um contraste delicado.

Relembramos que o Foie Gras é uma iguaria que fez sempre parte da carta do Chef Executivo Patrick Lefeuvre ao longo do seu percurso e é considerada uma das jóias da gastronomia mediterrânica e francesa, apesar de as suas origens remontarem ao antigo Egipto.

Em seguida, o Chef seleccionou um Carpaccio de Carabineiro, temperado com citrinos, funcho, algas, vieiras, camarão tigre e caviar, um prato deveras fresco e simples. Como prato de carne, experimentámos o Lombo de Novilho corado com cremoso de aipo, raviolis de cogumelos selváticos e lagostins salteados e jus de assado. A harmonização da refeição foi feita com uma degustação de brancos e tintos DIVAI, um vinho alentejano de produção própria.

A Turbilhão provou apenas alguns dos pratos e pode asseverar que a qualidade e frescura dos ingredientes é, como sempre, omnipresente e que a confecção e combinação dos produtos desperta as papilas gustativas, tornando o sabor de cada prato memorável.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.