Em 2020, a Cartier revisita a colecção Pasha de Cartier, adoptando novos caminhos criativos, únicos e muito diferentes daqueles alcançados pelos seus antecessores nos anos 80.

O relógio Pasha de Cartier 2020 permanece fiel ao original, mas acrescenta um pouco mais de sofisticação graças à sua coroa, que incorpora uma espinela ou safira azul, à sua pulseira intercambiável e às várias opções de personalização. Um relógio que bate ao mesmo ritmo, embora com os códigos, a diversidade e a energia dos novos criadores.

A coroa com corrente é um dos elementos-chave no design do relógio Pasha de Cartier. Nesta nova versão, a Cartier foi ainda mais longe, vestindo a coroa, escondida sob a tampa canelada, com uma espinela ou safira azul.

Os novos modelos incluem ainda uma nova gravação personalizável. Criada em forma de iniciais, a gravação é colocada sob a tampa da coroa, imperceptível e secreta, não sendo visível a menos que a famosa coroa com corrente do relógio Pasha de Cartier seja desaparafusada.

Também a pulseira do novo Pasha de Cartier evoluiu. Graças às novas cores e materiais, responde a novos estilos de vida, acompanha movimentos e adapta-se facilmente às circunstâncias. Aço, ouro, pele: todas as versões são intercambiáveis, graças ao sistema QuickSwitch, patenteado pela Cartier, cujo mecanismo invisível se situa sob a caixa e é operado exercendo uma simples pressão.

Dotado de um fundo em vidro de safira que permite ver o movimento, o novo Pasha de Cartier está equipado com o calibre automático 1847 MC, resistente a campos magnéticos e hermético até 100 metros.