A Porsche AG estreia a terceira geração do modelo Cayman, no Salão Automóvel de Los Angeles 2012.

Uma distância entre-eixos maior, vias mais largas e jantes de dimensões superiores colocam o desempenho dinâmico deste modelo com motor central num patamar sem comparação na sua classe.

O novo bi-lugar é – depois do 911 e do Boxster – o terceiro modelo desportivo da Porsche a receber o inovador design da carroçaria ultra leve. O novo Cayman é até 30 kgs mais leve, dependendo das especificações e do equipamento de cada modelo, e consome até menos 15 por cento de combustível por cada 100 quilómetros face ao seu antecessor – embora possua motores mais potentes e uma melhor dinâmica de condução.

p12_0466

O desportivo de dois lugares com motor central estreia-se em duas clássicas versões Porsche: Cayman e Cayman S. A versão base é animada por um motor 2.7 de seis cilindros opostos com 275 cv. Acelera dos zero aos 100 km/h em 5,4 segundos, dependendo do equipamento, e alcança uma velocidade máxima de 266 km/h. O consumo de combustível no ciclo NEDC fica entre os 7,7 l/100 km e os 8,2 l/100 km, dependendo da transmissão equipada.

O motor 3.4 do Cayman S produz 325 cv, conseguindo a melhor aceleração possível dos zero aos 100 km/h em 4,7 segundos. O Cayman S pode alcançar uma velocidade máxima de 283 km/h e o consumo combinado NEDC varia entre os 8,0 l/100 km e os 8,8 l/100 km, dependendo da transmissão associada.

p12_0469

Ambos estão equipados, de série, com uma transmissão manual de seis velocidades. A caixa Porsche Doppelkupplung (PDK), de sete relações, pode ser adquirida como opção, permitindo acelerações mais rápidas e uma mais eficaz economia de combustível.

A Porsche também dotou o Cayman com novos opcionais. Por exemplo, está disponível, pela primeira vez, com Cruise Control Adaptativo (ACC), que controla a distância e a velocidade em relação ao veículo de circula à frente, bem como o sistema de som de alta definição Burmester, especialmente desenvolvido para este modelo. Outra novidade é o sistema de acesso sem chave, “Entry & Drive”, disponível como opção.

As novas proporções permitem, desde logo, perceber que se trata de um coupé desportivo da Porsche. Uma plataforma mais comprida com as rodas posicionadas mais nos extremos da carroçaria, com jantes de 18″ no Cayman e de 19″ no Cayman S, identificam visualmente a maior capacidade dinâmica dos novos Cayman. O estilo é marcado por linhas precisas e pontas esculpidas com formas que sublinham a reduzida altura e uma silhueta afilada com o pára-brisas colocado mais para a frente e a linha do tejadilho que termina muito mais atrás.

p12_0465

Especialmente expressivas e características são as reentrâncias nas portas, que guiam a admissão do ar para as distintas entradas nos painéis laterais traseiros e que, depois, seguem directamente para o motor.

Da frente até à traseira, o novo Cayman é marcado pelas dominantes admissões de ar, que incrementam em tamanho nas laterais do veículo. Única na nova geração do coupé desportivo é a larga e baixa tampa da mala, feita em alumínio, e as envolventes extremidades da secção traseira. Montado directamente na porta traseira está a fina asa do spoiler traseiro que – em contraste com a do Boxster – está mais alta e se eleva num ângulo mais pronunciado.

O lançamento no mercado da nova geração do Cayman na Europa está prevista para Março de 2013. Os preços, em Portugal, começam nos 68.109 euros para o Cayman e nos 87.907 euros para o Cayman S.

A Turbilhão é uma revista semestral, especializada na área da Alta Relojoaria e do Luxo.