Em 2017, a Piaget celebra o 60.º aniversário do Altiplano, o primeiro relógio extraplano do mercado aquando do seu lançamento em 1957. Como homenagem a este modelo emblemático, a marca revela uma nova colecção comemorativa.

Dentro da nova colecção, o destaque vai para duas peças: Altiplano Automático 43 mm e Altiplano Mecânico de corda manual 38 mm. Os dois novos modelos inserem-se numa colecção de edição limitada e inspiram-se nos códigos estéticos dos primeiros relógios extrafinos: logótipo histórico, índices em ouro e assinatura cruz. Ambos apresentam um mostrador no azul histórico da Piaget, enquanto a cruz azul dialoga com os índices em ouro branco e os finos ponteiros bâton emblemáticos da linha.

Com uma caixa de 43 mm em ouro branco, o modelo automático apresenta, à semelhança do primeiro modelo, a menção “Piaget Automatique”. Em homenagem a este relógio ultrafino de tamanho grande, a manufactura dotou este modelo do calibre 1200P, que representa a quarta geração dos seus movimentos ultrafinos de corda automática. Este revela uma massa oscilante em ouro, gravada com o brasão Piaget.

No coração do novo Piaget Altiplano 38 mm de diâmetro bate o calibre 430P. Representando a segunda geração de movimentos de corda manual, este calibre tornou-se um digno herdeiro do 9P, de 1957.

Mas as comemorações não se ficam por aqui e outros modelos celebram o aniversário. Para pulsos femininos, a Piaget aposta no Altiplano de 34 mm em ouro branco e mostrador rosa. Para eles, o tamanho da caixa cresce para os 40 mm e o mostrador apresenta-se em três tonalidades distintas – azul, verde ou bronze – com caixas em ouro rosa, branco ou amarelo, respectivamente.

PARTILHAR
Directora/Editor in Chief | Revista Turbilhão