Cientistas do Tempo

3

Passado, Presente e Futuro. Design, Alta Relojoaria, Precisão, Tecnologia e Inovação! A HYT é tudo isto e muito mais, como prova o conceito filosófico no qual a marca apostou tudo.

Existem relógios que apesar de pedirem claramente uma abordagem técnica, em resposta ao manancial tecnológico inovador que encerram, acabam por nos levar a uma análise mais filosófica do propósito a que se destinam. Uma que – e já ninguém se admira com isto – não se centra na banalizada função de indicar a hora certa, seja do dia ou da noite.

A génese da HYT tem origem numa questão aparentemente simples, mas que acabou por definir toda a génese desta manufactura de Alta Relojoaria: se o tempo flui, e apenas ganha significado através do conteúdo das vidas que vivemos, então porque limitar a sua métrica ao agora, ao momento presente, isolado e em constante destaque pela atenção que lhe é dada por afiados ponteiros ou fugazes indicações digitais?

O modelo criativo desenvolvido pela HYT prova que ela é muito mais do que uma marca monolítica, refém de um único conceito. Antes, trata-se de uma abordagem com várias camadas de complexidade que dificilmente se conseguem percepcionadas de uma só vez. E apesar de a maioria das pessoas insistir em associar a HYT a um conceito eminentemente tecnológico, a marca prefere continuar a colocar um ênfase muito especial na forma como expressa o tempo, e que não tem nada a ver com a forma adoptada pela restante industria há já mais de 500 anos.

Para marcar esta diferença, a HYT recua muito mais, até ao momento em que o próprio conceito do tempo foi inventado, há mais de 4 milénios. O primeiro relógio de água, também conhecido por Clepsidra, era um recipiente cheio de liquido que vazava para um outro, vazio, e cuja passagem mantinha um fluxo controlado, destinado a indicar o fluir do tempo. A HYT adopta precisamente o mesmo principio, com a excepção de que, agora, o sistema é um pouco mais complexo e é usado sobre o pulso.

Ao longo de séculos uma das grandes batalhas da relojoaria mecânica foi a de manter qualquer tipo de liquido longe do mecanismo do relógio. O surgimento da HYT desafiou essa ideia ao ponto em que actualmente um grupo de mais de 45 pessoas, incluindo as que trabalham na empresa irmã Preciflex. Um local onde existem bastante mais cientistas do que relojoeiros, que se dedicam exclusivamente à tarefa de inventar um novo conceito de indicação do tempo por meio de fluidos e que não nega uma base eminentemente mecânica tal como a percepcionamos no mundo da alta relojoaria.

E esta é a razão pela qual a HYT se considera desde a sua fundação como uma manufactura relojoeira de pleno direito, e onde apenas uma pequena diferença, faz toda a diferença: uma indicação de tempo fluido que não pertence nem ao passado nem ao futuro, mas que está firmemente enraizada no presente.

COMPARTILHAR
Carlos escreve como freelancer para diversas publicações nacionais e internacionais sobre o tema que sempre o fascinou, a alta-relojoaria. Uma área que considera ser uma porta para um mundo muito mais vasto, multidisciplinar e abrangente - uma fonte de informação cientifica, histórica e social quase inesgotável sobre quem somos e como aqui chegamos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here