O Parmigiani Fleurier Tonda 1950 “Squelette” destaca-se pela exibição sem filtros do calibre automático com micro-rotor PF705. O mostrador, realizado em safira e rodeado por um anel metalizado onde assentam os índices horários, exibe assim o movimento totalmente esqueletizado à mão, com destaque para o micro-rotor, aqui visível não só no verso, mas também na face do relógio.

Disponível numa caixa de 39 mm em ouro rosa, o Tonda 1950 “Squelette” é acompanhado por uma correia em pele Hermès.

PARTILHAR
A Turbilhão é uma revista semestral, especializada na área da Alta Relojoaria e do Luxo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here