Este ano, a Cartier revisita a icónica colecção Santos. Por outro lado, as Horas Misteriosas marcam também as novidades de alta relojoaria, enquanto nos modelos femininos a aposta vai para a colecção Libre.

Em 2018, a Cartier revisita outro dos seus ícones, desta feita o relógio Santos. Embora este modelo tenha sempre estado na colecção, este ano, a marca substituiu a actual linha Santos 100 por uma nova. Assim, o novo Santos de Cartier apresenta linhas mais suaves, graças a uma caixa redesenhada com cerca de 9 mm de espessura. Já a luneta quadrada do modelo antigo desaparece e é substituída por uma arredondada que se encaixa nas asas. O comprimento do novo relógio foi também aumentado.

Os novos modelos estão disponíveis em dois tamanhos: médio e grande. Ambos apresentam as mesmas opções de materiais de caixa: aço, dois tons (aço e ouro amarelo), ouro rosa e ouro amarelo. Contudo, a versão maior está também disponível numa declinação esqueletizada em ouro rosa ou aço. Todos os novos relógios Santos são movidos pelo calibre automático 1847 MC, apesar de a versão maior apresentar uma exibição da data e a média não.

Todas as opções são acompanhadas por um bracelete Santos a condizer com os materiais da caixa e por uma correia em pele adicional ou por duas correias em pele. O motivo? A Cartier desenvolveu um novo sistema de troca fácil de bracelete. Além disso, através de SmartLinks, o utilizador pode ajustar facilmente o bracelete de metal, adicionando ou removendo os elos necessários.

Rotonde de Cartier Esqueleto Duplo Turbilhão Misterioso e o Rotonde de Cartier Misterioso Dia & Noite

Nascido em 1912, o movimento misterioso é um dos ícones da alta relojoaria Cartier. Este ano, a Maison homenageia este movimento histórico com duas novas interpretações relojoeiras: o Rotonde de Cartier Esqueleto Duplo Turbilhão Misterioso e o Rotonde de Cartier Misterioso Dia & Noite.

 

O primeiro destaca-se pelas pontes esqueletizadas em forma de numerais romanos, que acentuam a leveza e poder do modelo, enquanto a magia do misterioso é encapsulada na transparência do esqueleto. As curvas do relógio e o movimento misterioso são complementados pela arquitectura geométrica das pontes esqueletizadas.

Já o Rotonde de Cartier Misterioso Dia & Noite empresta o seu generoso mostrador a duas complicações históricas na Maison: o movimento misterioso e o indicador dia/noite. Estas unem-se agora pela primeira vez num modelo de alta relojoaria Cartier.

O Sol, conduzido da esquerda para a direita pelo calibre misterioso, parece levitar na metade superior do mostrador, antes de dar lugar à Lua. Estes astros indicam as horas do dia e da noite, enquanto os minutos retrógrados são assinalados através de um ponteiro, na metade inferior do mostrador.

Outro dos destaques Cartier para 2018 é a colecção feminina Libre que recebe cinco novos modelos. Aqui, a Maison revisita algumas das suas formas assinatura – Baignoire e Crash -, esticando-as, diminuindo-as e transformando-as.

O resultado é uma linha de cinco novos relógios de edição limitada e individualmente numerados: Baignoire Débordante, Baignoire Infinie, Baignoire Etoilée, Baignoire Interdite e Crash Radieuse.

Révélation d’Une Panthère

Outro dos destaques da Cartier para 2018, traduz-se num modelo cujo mostrador revela um verdadeiro momento de magia. Quando seguramos o relógio na vertical, mais de 900 esferas de ouro deslizam pelo mostrador para revelar uma pantera que parece flutuar sobre o próprio mostrador.

O Cartier Révélation d’Une Panthère apresenta-se numa caixa de 37 mm em ouro rosa com uma luneta engastada de diosmantes, que emoldura um mostrador disponível em três cores diferentes. O vermelho e o verde estão limitados a 100 peças cada, enquanto o mostrador preto não é limitado. O novo relógio é movido pelo calibre manual 430.

PARTILHAR
A Turbilhão é uma revista semestral, especializada na área da Alta Relojoaria e do Luxo.