READ THIS ARTICLE IN ENGLISH HERE

15 anos após a sua estreia, o Roger Dubuis Excalibur Skeleton Double Flying Tourbillon recebe uma nova interpretação.

Nos últimos 15 anos, a colecção Excalibur tornou-se a linha chave para a Roger Dubuis e a plataforma de excelência para melhor expressar a sua visão de “hiper-relojoaria”. 15 anos depois da sua estreia, a marca apresenta agora uma nova versão do modelo assinatura dessa colecção: o Excalibur Skeleton Double Flying Tourbillon.

A imponente caixa de 45 mm do novo modelo está disponível em três versões – ouro rosa, ouro branco, bem como uma versão engastada com diamantes de corte baguette. Todas as versões são limitadas a oito peças cada. A caixa surge agora mais fina, com 13 mm de espessura, estanque até 100 metros e com saliências mais angulares quando vistas de perfil. A luneta estriada de marca registada também regressa. Destaque ainda para os entalhes na luneta que são agora uma assinatura de design e se repetem noutras partes da caixa e do mostrador.

Mostradores esqueletizados e movimentos de arquitectura moderna são a assinatura da linha Excalibur. Em 2021, a Roger Dubuis leva este conceito ainda mais longe, através dos novos modelos. A ponte do movimento em forma de estrela surge agora liberta do seu lado funcional do lado do mostrador, meramente decorativa flutua acima do tambor de corda e localiza-se entre a flange e a platina do movimento. Esta construção aprimora ainda mais a arquitectura 3D do calibre RD108SQ actualizado. A ponte em forma de estrela atravessa outras pontes colocadas em diferentes níveis. As linhas no movimento esqueletizado são mais nítidas e os ângulos e bordas polidas jogam bem com a luz.

Além desta estrela tridimensional “flutuante”, a característica visual mais marcante do mostrador é a presença de dois turbilhões voadores. A flange curva-se para o abismo do mostrador esqueletizado e o motivo tipo entalhe mencionado anteriormente (na luneta) regressa na forma dos marcadores de horas revestidos a ródio e preenchidos com Super-Luminova. Este motivo também pode ser visto na ponte em forma de estrela, na barra da roda das horas e na coroa.

O novo Calibre DFT RD108SQ é detentor do prestigiado Selo de Genebra. Este movimento é uma reinterpretação do RD105SQ, que foi o primeiro movimento esqueletizado com um duplo turbilhão voador ligado a um diferencial. Os escapes vibram a 2 x 3 Hz (21.600 alt/h) e são ligados a um novo diferencial que permite uma cronometragem mais precisa.

A parte inferior da gaiola do turbilhão é feita de titânio leve, enquanto as superiores são de cromo-cobalto polido espelhado. Uma vez que ambos os turbilhões levam um minuto a completar uma revolução, a gaiola do turbilhão do lado direito exibe os segundos decorridos. Este movimento compreende 319 peças e apresenta superfícies polidas à mão. No que diz respeito ao acabamento, podem notar-se toques tradicionais como superfícies granuladas circulares, bem como técnicas modernas, como jateamento na ponte em forma de estrela e pontes com revestimento 5N.

Os novos Roger Dubuis Excalibur Double Flying Tourbillon apresentam-se com uma correia em pele preta com sistema de troca rápida, que permite trocar as pulseiras sem quaisquer ferramentas.