Instalada numa das mais emblemáticas artérias da cidade do Porto, a Avenida da Boavista, Rosa&Teixeira transporta no seu ADN uma história codificada de requinte e elegância, ancorada nas origens da alfaiataria.

Com berço na capital portuguesa, na elegante e ecléctica Avenida da Liberdade, Rosa&Teixeira estendeu a sua influência ao Porto quando, em 1988, foi das primeiras a abrir portas no Edifício Aviz. A sua presença foi percursora de uma tradição de comércio de luxo que ali se instalou, atraindo os gostos mais requintados. O espaço, aprimorado na arte de receber e votado a satisfazer as exigências do gentleman cosmopolita, há muito que fez do atendimento personalizado o seu ex-líbris.

Não surpreende, por isso, que ali more uma panóplia de propostas tão diversificada quanto os gostos (e as ocasiões) que a visitam. Do fato de três peças às propostas desportivas, é a todos transversal a qualidade insuspeita dos tecidos, dos cortes precisos e dos padrões alinhados com as tendências que desfilam nas capitais da moda.

loja4

As marcas de referência internacional também ali encontram morada, abrilhantando o espaço com colecções que apostam na modernidade aliada à excelência da qualidade. Na retaguarda, as mãos sábias dos mestres do ateliê de alfaiataria elevam o serviço personalizado em todo o seu esplendor, efectuando as alterações necessárias para que as peças adquiridas se ajustem à silhueta na perfeição.

loja5

Um espaço renovado

Rosa&Teixeira é, não só na sua oferta mas também no seu espaço, a simbiose entre as referências clássicas e os conceitos de modernidade, onde emergem subtilmente o classicismo e delicadezas implícitas de uma ‘maison de couture’. Fruto de um projecto arquitectónico de Carlos Almeida Ribeiro, a que Graça Viterbo imprimiu o seu cunho pessoal, o espaço Rosa&Teixeira preserva até hoje a intenção de privilegiar a disposição das peças com iluminação adequada, para uma aprimorada percepção por parte de quem a visita. Alvo de um recente processo de restyling, apresenta-se agora com um espaço tão renovado quanto a moda que o sustenta, onde a modernidade coabita harmoniosamente com a tradição. Inspirado na arquitectura contemporânea, ditada pelas linhas estilizadas e pelos tons claros que revestem o ambiente, o mobiliário, outrora escuro de estilo imperial, rendeu-se à suavidade do branco, criando uma atmosfera tão leve que predispõe a uma descontracção cúmplice do requinte. A luz, privilegiada em todo o processo de remodelação, aliou-se às pinceladas de tons claros, contribuindo decisivamente na criação de um ambiente mais clean, que resgata as áreas menores, oferecendo-lhes mais espaço para que a moda esvoace livremente. O pavimento de mármore foi preservado, mantendo-se fiel às origens. O mesmo aconteceu à atitude, consistente e secular, que apresenta Rosa&Teixeira como ponto de encontro do melhor design masculino, preferido pelas mais distintas personalidades portuguesas.