Dança sublime

O primeiro relógio misterioso da Cartier viu a luz do dia em 1912 e, desde então, estes milagres mecânicos fascinaram coleccionadores e entusiastas.

Hoje, as técnicas modernas de miniaturização possibilitaram a utilização desses relógios misteriosos no pulso e, dessa forma, os relojoeiros da manufactura Cartier criaram o Rotonde de Cartier Duplo Turbilhão Misterioso.

ROTONDE_DE_CARTIER_DOUBLE_TOURBILLON_MYSTERIEUX_FACE_732

A caixa de 45 mm em platina desta obra de arte exibe uma abertura transparente onde o turbilhão flutua, perfazendo uma volta completa a este espaço a cada cinco minutos, ao mesmo tempo que roda sobre si mesmo a cada minuto.

Tal resultado, de transparência e rotação, é possível graças a um disco em vidro de safira, cujas extremidades possuem uma cremalheira que o transforma numa grande roda de engrenagem. Movido pelo calibre manual 9454 MC, detentor do Selo de Genebra e possuidor de 52 horas de reserva de marcha, o Rotonde de Cartier Duplo Turbilhão Misterioso é uma obra-prima de mestria relojoeira.


CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS


icon-Movimento
MOVIMENTO

icon-Movimento
CAIXA

icon-Movimento
MOSTRADOR

icon-Movimento
BRACELETE


A Turbilhão é uma revista semestral, especializada na área da Alta Relojoaria e do Luxo.