Bem no coração de Lisboa, abraçado pelos ecos da história, ergue-se um empreendimento em doce harmonia com o que foi e com o que será. A poucos passos da Avenida da Liberdade, do Príncipe Real, do Chiado e do Rato, o futuro n.º 100 da Rua do Salitre cristaliza as emoções da capital. Cosmopolita e moderno, o luxuoso complexo habitacional oferece a bonança no centro do eclético vibrar.

Escondido dos olhares curiosos numa rua junto à emblemática Avenida da Liberdade, o Salitre 100 surge embebido na acalmia de pequenos jardins e na beleza de edifícios centenários. É ali, junto ao magnífico Palácio Mayer (hoje morada da Embaixada de Espanha), do Instituto Italiano de Cultura de Lisboa, da Casa do Ribatejo e da Fundação Oriente, que se perfilam oito andares de puro luxo e requinte. A uma curta distância de tudo, basta atravessar a rua para encontrar o estilo das melhores lojas, a emoção dos teatros, a história dos museus e o bulício dos restaurantes da moda.

Com um total de 24 apartamentos, o Salitre 100 sobreleva-se pelas linhas modernas e pelos traços simples e assertivos. Por entre eles, rasgam varandas e terraços, desenhando pranchas que convidam a mergulhos em vistas magníficas sobre a cidade e o Rio Tejo. Lá dentro, as divisões enchem-se de luz, deixando Lisboa entrar através das generosas janelas. E, apesar de a cidade vibrar em cada canto, há um silêncio refrescante, que é de momentos relaxantes e de descanso, numa dicotomia ímpar de envolvência e amplitude.

A vista, a área da sala, o sossego dos quartos, tudo foi pensado para proporcionar o máximo de conforto e a maior conveniência. A qualidade de construção, a funcionalidade dos espaços, cuidadosamente pensados de forma a criar um equilíbrio agradável e inteligente, são também notas dominantes em cada um dos apartamentos, todos complementados com lugares de estacionamento e arrecadações.

Ao nível do solo, dez “pieds-à-terre” com dois quartos em suite servem de entrada ao magnífico complexo. Com áreas superiores a 100m2, dois contemplam jardins privados e alguns incluem áreas exteriores de 25 m2, para que quem aí privar possa aproveitar o ameno clima da capital. Perfeitas para quem valoriza o seu espaço ou quer fazer um investimento de futuro, são habitações irreverentes na simplicidade arquitectónica e que evidenciam exclusividade.

Imediatamente acima, as 12 “residências familiares” privilegiam o bem-estar e a funcionalidade. Os apartamentos incluem entre três e quatro quartos, dimensionados para a vida familiar em plena harmonia. As cozinhas contemporâneas, posicionadas no centro do apartamento, transformam-se em áreas de convívio, enquanto as varandas e terraços espaçosos primam pela agradabilidade enquanto zona de estar. São mais de 150 m2 de conforto, combinados com dois ou três lugares de estacionamento, uma comodidade essencial quando se mora no centro da cidade.


2_S100_cam21_Alcado_Principal_Noite

Mas se tudo isto parecer pouco, os pisos superiores reservam um encanto adicional: são duas “penthouses” em formato duplex, com um espaço total de 320 m2. As áreas sociais multiplicam-se e os espaços distintos para refeições e convívio incitam a jantares acolhedores e a festas exclusivas.

Com três ou quatro quartos, os duplex incluem ainda cozinhas completas, bem dimensionadas e equipadas. No entanto, o melhor de tudo é mesmo a vista estonteante que os terraços e varandas proporcionam sobre a deslumbrante Lisboa.

Ainda em fase de construção, o Salitre 100 deverá estar finalizado no primeiro trimestre de 2017. E se, por um lado, os interessados terão de ansiar até poderem habitá-lo, por outro, a fase de construção deixa aberta a janela da personalização, sendo possível escolher determinados acabamentos e alguns equipamentos.

Definido está já o facto de ter à sua disposição um conjunto de serviços exclusivos de gestão da propriedade. Uma equipa de profissionais disponível para o ajudar a decorar e equipar a sua casa, serviços administrativos, de manutenção e condomínio e concierge são elementos que lhe irão aliviar preocupações e reforçarão o seu investimento no Salitre 100.

Andreia Amaral
Apaixonada por automóveis e em demanda de emoções fortes, no momento de escolher uma vertente do jornalismo, Andreia Amaral não teve dúvidas de que escrever sobre carros seria o que a faria feliz. Ao longo da sua carreira, trabalhou para diversas publicações do sector. Ecléctica em interesses, hoje, divide o seu tempo entre dois amores: os motores e a Economia. Para além de colaborar com diversas revistas, é editora da Turbo Oficina e do Guia Empresarial (suplemento do JN).