A colecção Traditionnelle recebe em 2020 dois novos modelos: Vacheron Constantin Traditionnelle Turbilhão Cronógrafo e Traditionnelle Turbilhão feminino.

Traditionnelle Turbilhão Cronógrafo

O novo relógio Vacheron Constantin Traditionnelle Turbilhão Cronógrafo combina a precisão de um cronógrafo monobotão com a sofisticação do turbilhão.

Embora o turbilhão se encontre habitualmente na parte inferior do mostrador, neste modelo ocupa um lugar de honra às 12 horas. A fim de oferecer uma visão perfeita do seu fascinante ballet, os designers da manufactura imaginaram um novo movimento para a sua gaiola. Em vez de ser o pinhão a comandar a roda dos segundos, é uma roda intermédia de indicação contínua dos segundos aquela que se encarrega de colocar em movimento a gaiola do turbilhão. Esta configuração permite uma abertura muito ampla na platina superior, oferecendo assim uma visão desafogada do turbilhão.

O novo Vacheron Constantin Traditionnelle Turbilhão Cronógrafo é complementado por uma indicação de reserva de marcha às 6 horas e um cronógrafo de 45 minutos às 3 horas. O monobotão de comando da função do cronógrafo, inserido na coroa, acentua o carácter técnico do relógio. Este contém um sistema de activação dinâmico (conhecido como “tudo ou nada”) que impede a activação do mecanismo do cronógrafo quando se exerce uma pressão insuficiente sobre o botão. 

O cronógrafo que equipa este modelo é um cronógrafo com roda de colunas, que assegura uma activação suave da função, preservando-a ao longo do tempo, e reduz o salto do ponteiro do cronógrafo quando é activado. Por outro lado, o contador de 45 minutos com indicador de arraste permite reduzir a perda de amplitude geralmente observada quando a função do cronógrafo é activada. Quando esta função é interrompida, este tipo de indicador também permite uma indicação do tempo mais precisa.

Para dar vida a esta peça, a Vacheron Constantin escolheu o calibre 3200, apresentado por ocasião do 260.º aniversário da manufactura. Um movimento cronógrafo turbilhão de carga manual, constituído por 202 peças e que vibra a uma frequência de 2,5 Hz, onde a estética da gaiola do turbilhão, inspirada na Cruz de Malta, a barra de fixação completamente acabada à mão e os acabamentos do calibre apelam às mais nobres tradições relojoeiras (biselado, nacarado, Côtes de Genève).

Disponível numa caixa de 42,5 mm em ouro rosa, no novo modelo, os códigos estéticos da colecção Traditionnelle estão bem patentes através da caixa e asas escalonadas, do fundo canelado, da minuteria do tipo caminho de ferro e dos ponteiros das horas e dos minutos do tipo dauphine.

Traditionnelle Turbilhão Feminino

A colecção Traditionnelle apresenta o primeiro turbilhão automático dedicado a pulsos femininos. Uma jóia de grande complicação disponibilizada em dois modelos que celebram a arte mecânica com estilo.

Uma caixa redonda escalonada, um discreto aro, fundo canelado, minuteria ao estilo caminho de ferro, finos ponteiros dauphine, marcadores horários do tipo palito: as características estéticas da colecção Traditionnelle expressam-se agora através de dois novos modelos femininos que, pela primeira vez, apresentam um turbilhão. Alojado numa nova caixa em ouro rosa, engastada com diamantes, ou numa versão jóia em ouro branco com o mostrador engastado com diamantes, esta complicação relojoeira é apresentada pela primeira vez com um toque feminino.

Também o calibre 2160 da Manufactura, revelado em 2018, encontra pela primeira vez o seu lugar no coração de um relógio dedicado à mulher. Equipado com um turbilhão, este movimento automático bate a uma baixa frequência de 2,5 hertz e surpreende pela sua extrema finura. Equipado com um rotor periférico, este movimento, com 188 peças, tem uma espessura de apenas 5,65 mm. Uma silhueta reduzida ao essencial, traduz-se numa caixa de 39 mm de diâmetro e 11,22 mm de espessura, cujas proporções se adaptam perfeitamente ao pulso feminino.

O calibre 2160 caracteriza-se ainda por uma reserva de marcha de 80 horas e pela presença de um pequeno ponteiro dos segundos no turbilhão em forma de parafuso obscurecido. A atenção aos detalhes é outra característica deste movimento: na face, a barra da gaiola do turbilhão, inspirada na forma da Cruz de Malta, é totalmente biselada à mão, no reverso, visível graças ao fundo transparente, o movimento surge decorado com acabamentos Côtes de Genève. Estas decorações tradicionais contrastam com a estética depurada do rotor periférico em ouro de 22 quilates, polido com jacto de areia.

O Vacheron Constantin Traditionnelle Turbilhão está disponível numa caixa de 39 mm em ouro rosa, engastada com 208 diamantes de talhe redondo, distribuídos pela luneta, pela carrure e pelas asas. O mostrador em madrepérola proporciona um cenário iridescente à exibição do turbilhão, rodeado por um diadema de 46 diamantes em talhe redondo. Este modelo é acompanhado por uma correia cinzenta acetinada, com fecho de báscula engastado com diamantes. O relógio é fornecido com uma segunda correia em pele de crocodilo cinzenta.

O Traditionnelle Turbilhão feminino está ainda disponível numa versão jóia, com caixa em ouro branco engastada com diamantes de corte baguette, tanto na caixa como no mostrador.

Turbilhão
A Turbilhão é uma revista semestral, especializada na área da Alta Relojoaria e do Luxo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here